06/07/2017

Resenha: Sociedade J. M. Barrie

Título: Sociedade J. M. Barrie
Autora: Barbara J. Zitwer
Editora: Novo Conceito
ISBN: 9788581635231
Ano: 2017
Páginas: 288
Compre: Aqui

Sinopse:

Após passar por altos e baixos na vida, Joey ­ finalmente tem uma grande oportunidade: a empresa de arquitetura onde trabalha decidiu mandá-la para Inglaterra para supervisionar a restauração de uma antiga casa. A Stanway House é o lugar onde J. M. Barrie teria escrito Peter Pan, o livro favorito de Joey. Entretanto, a tarefa se mostra mais difícil do que ela imaginava. Até que um dia, enquanto corria pelo parque, Joey conhece um grupo de alegres octogenárias. Elas são membros da Sociedade de Natação de Senhoras J.M. Barrie. O desafio delas é nadar nas águas geladas do lago. A cada dia de Natal, desde 1864, os membros da Sociedade fazem uma competição ao ar livre. J.M. Barrie era o patrono e deu aos participantes um troféu, agora conhecido como Troféu Peter Pan. Essa sociedade, adorável e divertida, transforma a vida de Joey, e marca o início de uma amizade que a mudará de maneira inesperada. Encontrar o amor é muitas vezes apenas um mergulho em nós mesmos.

Resenha:

Após muito trabalho, Joey verá o seu projeto de reforma da Stanway House ser apresentado. Entretanto, alguns pontos a incomodam, principalmente o fato de um colega de trabalho levar todo o crédito e ganhar o direito a comandar a reforma. Apesar disso, ela torce sinceramente para que o projeto seja aceito. Afinal, já estava acostumada a ser a que mais trabalha e nem sempre receber o reconhecimento devido.

Entretanto, no dia da apresentação, ela descobre que o amigo que levaria os créditos havia se acidentado e ela teria que assumir tudo. Apesar de conhecer o trabalho como ninguém, ela fica temerosa; acostumada ao anonimato, acha que não pode ser protagonista. Contudo, o que não imaginava acontece: os avaliadores adoraram a apresentação e ela irá para a Europa comandar a reforma da casa. Nada poderia ser melhor, certo? Errado, a vida da Joey não é tão simples assim.

Ao chegar à Inglaterra, local onde Joey comandará a reforma, ela encontra a sua velha amiga, Sarah; porém, as coisas claramente já não são como antigamente. Ademais, a protagonista perceberá que a restauração proposta não será tão simples como imagina, pois um grupo de pessoas da região não concorda nada com o que será feito, principalmente a Sociedade J. M. Barrie, composto por senhoras. O que parecia fácil será muito mais complexo.


Partindo dessa premissa, Barbara J. Zitwer cria uma obra onde Joey precisa se redescobrir, recuperar o tempo perdido e mostrar para si mesma que há chance para a amizade verdadeira e o amor. Através da protagonista e da Sociedade que dá nome ao livro, a autora toca em uma série de questões que permeiam o nosso cotidiano e que, muitas vezes, abalam nosso sentimental. Por esse lado, a obra merece os parabéns, por conseguir ser realista e tocar o leitor.

Os personagens criados também são maravilhosos, seja a protagonista, as senhoras da Sociedade ou os filhos de Sarah. Cada um deles, com seu jeito peculiar, ganha o leitor de maneira fácil e rápida. Eles são bem construídos, razoavelmente profundos e conseguem transparecer verossimilhança. Alguns deles são o tipo de gente que adoraríamos ter no nosso dia a dia, pois o sorriso brota naturalmente quando eles aparecem.

Outro aspecto bastante positivo da obra é a escrita leve e altamente envolvente. 10, 30, 50, 100, 200 páginas passam em uma piscada. Quando você repara, já terminou o livro. Barbara tem uma escrita que te envolve, que te chama. As horas, enquanto você lê a sua obra, parecem minutos. Esse aspecto faz que alguns detalhes não sejam tão profundos, mas ainda assim, o resultado é excelente. Esse é o tipo de livro que uma pessoa que não gosta de ler deveria ganhar; a leitura fácil e gostosa encanta.


Por outro lado, o livro tem lá os seus pecados. Talvez o principal deles seja o romance acrescentado. Apesar de não ser o foco principal do trabalho, o desenvolvimento deste não convence completamente, diferente do resto da obra. Falta certo tempero ao casal protagonista e alguns detalhes parecem forçados. Entretanto, nada que atrapalhe o real objetivo do livro: ser leve, envolvente e que toque o leitor em alguns momentos.

Em relação à parte física, não há o que reclamar. A Novo Conceito desenvolveu um trabalho maravilhoso. A capa é muito bonita e representa muito bem os elementos trabalhados no livro. A diagramação, por sua vez, é confortável e bela, proporcionando uma boa leitura. O livro ainda conta com uma boa tradução e revisão, fazendo com que todo o trabalho seja excelente.

Em suma, Sociedade J. M. Barrie é uma obra leve, bonita e que toca em temas essenciais, como a importância da verdadeira amizade e do amor. Para quem gosta de livros do gênero, é, sem dúvidas, uma ótima aposta.

Outras fotos:






Comentários
18 Comentários

18 comentários:

  1. Oi Marcos!
    Sempre que leio resenhas do livro me surpreendo com as emoções de cada um de vcs...
    O livro tá mto bacana, o enredo me prendeu desde a primeira resenha que li, espero não demorar mto pra conseguir ler.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Confesso que gosto muito de um bom romance, que além de falar sobre o amor entre homem e mulher também fala do amor entre amigos e familiares.
    Já tinha visto esse livro, mas nunca tinha lido a sinopse nem escutado nada em a relação a ele.
    Pela sua resenha, pude perceber que o livro é bom, incluindo a parte do romance hahaha.
    A Novo Conceito sempre arrasa, uma das melhores editoras.

    ResponderExcluir
  3. Nossa, a vida da Joey parece a minha, quando parece que algo está dando certo, é porque vai começar a dar errado, gostei bastante do livro, pela personagem ser arquiteta, que é uma coisa que adoro e por se passar na Europa, fiquei curiosa com a Sociedade formada por essas senhoras e a capa desse livro acho linda.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Oii Marcos!
    No decorrer da história parece que o problema da protagonista acaba virando uma solução pra vida dela. A restauração da casa que parecia um feito enorme tanto para a carreira quanto para a vida pessoal de Joey, virou um problema mas com isso conseguiu encontrar amizades verdadeiras e de quebra um amor. Parece filme de sessão da tarde hahaha Achei muito fofa a história, mas acho que a premissa não foi o suficiente pra me fazer querer muito ler esse livro. Leria sem dúvidas, mas há tantos outros que quero ler ainda :/
    Ótimas leituras pra você!
    Beijos :)

    ResponderExcluir
  5. Parece ser uma obra muito boa, mesmo ele tendo pecado com o romance forçado. Odeio quando o autor não me convence da atração do casal e mesmo o romance não sendo o foco principal, talvez me incomode um pouco!
    Nunca tinha ouvido falar desse livro e acho que pularia a leitura, porém a capa pe bem bonita!!

    ResponderExcluir
  6. Achei a edição tão linda! Está realmente bem feita! Quanto a história, parece ser aquelas bem leves, com algumas situações com as quais nos identificamos. O fato de quando ler, temos a vontade de conhecer na vida pessoas como os personagens já indica que a história é fofa. O romance você disse que foi um pouco forçado, mas se não atrapalhou em nada no enredo, não tem nada de mais..
    Bjoxx ♥

    ResponderExcluir
  7. Marcos!
    Gosto de livros que trazem essa abordagem sobre o drama pessoal, onde temos que procurar nossos objetivos de vida e o que nos faz mais feliz.
    E se ainda traz um romance e senhorinhas que tem grande vitalidade e aproveitam intensamente seus momentos, deve ser uma leitura hilária também.
    “Não saber é o que torna nossa vida possível.” (Lya Luft)
    Cheirinhos
    Rudy
    TOP COMENTARISTA DE JULHO 3 livros, 3 ganhadores, participem.
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Gostei muito da premissa desse livro. Nunca li Peter Pan mas gosto muito da história e do mundo que o autor criou. Acredito que esse livro também deve ser muito bom <3
    Fiquei muito curiosa para ler (:
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. A premissa deste livro sempre me chamou a atenção, e também por ler muitas resenhas positivas a respeito desta obra. E apesar de o romance ser bem forçado, e não ter um química que justificasse tal envolvimento, me pareceu que de modo geral você gostou bastante da estória, ainda mais o relacionamento entre os amigos e familiares. Espero que a personagem consiga encontrar aqui que procura.

    Participe do TOP COMENTARISTA de Julho, para participar e concorrer aos livros "O Casal que mora ao lado" e "Paris para um e outros contos".
    http://petalasdeliberdade.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Quando você está prestes a começar a ler um livro e então topa com uma resenha elogiosa como essa a vibração não conhece tamanho. Estou aqui com um sorriso enorme no rosto, aquele sorriso de quem vai ler esse livro sabendo que vai gostar. hahah Nem preciso dizer que amei a resenha!

    Uma Pandora e sua Caixa

    ResponderExcluir
  11. É a primeira vez que vejo uma resenha desse livro, e me interessei bastante, certamente parece um daqueles livros que nos prendem mesmo,confesso que adorei as senhorinhas que nadam kkkkk queria ter essa disposição kkkkkkk,pelo que eu li, a história não combina muito com romance, então deve ter ficado bem forçado mesmo, mas acho que nem por isso tirou o encanto do livro. A capa está muito linda e fiquei muito curiosa para saber como a personagem vai resolver isso tudo.

    ResponderExcluir
  12. É a primeira resenha que leio sobre este livro. Já tinha olhado ele por aí, mas nunca havia de fato parado para conferir do que se tratava.
    Acredito que tudo que se fale ou escreva sobre amor e amizade, ainda será pouco comparado ao tamanho deste universo..rs
    Então, o livro vai para a lista de desejados!
    Beijo

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia este livro, mas acredito que a história seja muito boa, achei interessante a história abordar a amizade e o amor, e também os personagens que pelo jeito são bem construídos, uma pena o romance não convencer o leitor, e ser um pouco forçado ou superficial, mas mesmo assim acredito que vale a pena ler este livro, adicionei Sociedade em minha lista de leituras e espero ler este livro em breve.

    ResponderExcluir
  14. Parece ser uma leitura agradavel e que mexe com o leitor. Gosto quando tem romance não precisa ser o foco mas tem que ser bem trabalhado.

    ResponderExcluir
  15. Oi, Marcos!!
    Que livro com estória mais interessante!! Gostei bastante da resenha e também da premissa do livro.
    Bjoss

    ResponderExcluir
  16. Ola!
    Esse livro tem uma premissa maravilhosa!
    Gosto muito quando o livro aborda temas pessoais, onde o personagem tem que encontrar uma forma de sair em frente e conseguir o que realmente quer. Gostei muito dele, tem uma premissa muito incrível.

    ResponderExcluir
  17. Já tinha visto esse livro nas minhas buscas por aí, mas nem lembrava dele. A história parece ser tão sensível, adoro livros que falam sobre amizades sinceras. Talvez a questão do romance que você citou me incomode um pouco também, não gosto quando os autores forçam a barra nisso. Ótima resenha!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  18. Já li Peter Pan e amei de mais, quando vi o nome do livro reconheci o nome do autor, mas achei estranho estar no nome do livro. Ao ler a sinopse e a resenha fiquei muito interessada em ler, parece ser aquelas leituras cativantes que não te deixa dormir sem terminar de ler. Amei a capa, as paginas, o design do livro e só pela resenha que me deixou um pouco confusa por causa da historia, mas que depois entendi, já teria vontade de ler, espero um dia ler este livro.

    Visitem meu blog!
    garotaeraumavez.blogspot.com.br
    Obrigada!

    ResponderExcluir

© Desbravador de Mundos - Todos os direitos reservados.
Criado por: Marcos de Sousa.
Layout por Fernanda Goulart.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo