15/02/2017

Resenha: The Walking Dead – A queda do governador: parte 2

Título:  A queda do governador: parte 2
Autores: Robert Kirkman e John Bonansina
Editora: Record
ISBN: 8501052760
Ano: 2014
Páginas: 308
Compre: Aqui

Sinopse:
Michonne finalmente conseguiu sua vingança. E parece que dessa vez nem o Governador será capaz de se recuperar. Ao encontrá-lo espancado, mutilado e com um fio de vida, Bruce e Gabe acham que Woodbury perdeu de vez seu líder.
Mas o ódio e a vontade de retaliação podem gerar forças que ninguém imagina. Depois de uma semana em um estado de semicoma, o Governador está de volta. Perdeu um olho e um braço, mas sua sede de vingança continua inabalável; Philip Blake irá até o inferno se for preciso para acabar com todos os habitantes da prisão, principalmente aquela que quase o destruiu.
The Walking Dead: A queda do Governador - Parte Dois conta em detalhes o destino deste que é o personagem mais controvertido em um mundo dominado por mortos-vivos.

Resenhas anteriores:

A ascensão do governador
O caminho para Woodbury
A queda do governador: parte 1


Resenha:
A resenha pode conter spoiler dos livros anteriores


Caramba! Estou impressionada e eufórica por conta da maneira que terminou este livro. Minhas emoções são contraditórias, sinto tristeza, alegria, paz, satisfação e por fim saudade, essa que não sei se vou conseguir aguentar por saber que terá mais um livro da série. Isso mesmo! Teremos mais um livro! Descobri essa ótima notícia ao decorrer da leitura e agora aguardo ansiosamente pela continuação. Deus! Kirkman e Bonansinga querem me matar de emoção. Quer saber o motivo? Confira abaixo.

“A voz na sua cabeça volta com força renovada, dando a ele notícias ainda piores, que o levarão ao esquecimento: Philip Blake se foi há quase um ano”.
Após a tortura que sofreu nas mãos de Michonne, o Governador está em um estado lastimável, foi mutilado e agora está num mar da inconsciência, lutando contra a morte. Com a aparente “queda” do Governador, os residentes de Woodbury estão sem uma âncora, um apoio, sem notícias de seu líder, e só o que sabem é que este saiu em uma missão com alguns de seus capangas em busca de suprimento, munição e combustível. Porém, um desses residentes não acredita nessa história, Lilly Caul sai em buscas de informações no QG do Governador. O que ela não sabe é que está prestes a descobrir o que aconteceu com ele, sendo manipulada e dominada pela ira e sede de vingança por aqueles que causaram isso...
“Os silicianos dizem que a vingança é um prato que se come frio, mas essa garota o serviu em uma bandeja fumegante de agonia”.
Para começar, tenho que admitir que esse livro satisfez e até superou as expectativas que eu tinha por ele, já que os dois anteriores não chegaram ao nível do primeiro livro, mas esse, sem dúvida, chegou ao nível estonteante e abrasador de The Walking Dead: A Ascensão do Governador, com personagens bem intensos.


Sabe aqueles personagens que você se conecta de forma tão intensa? Então, nesse livro minha afeição pelo Governador aumentou, mesmo ele sendo um vilão tão cruel, e que merece a morte; por mais que tente, não consigo odiá-lo e esse livro mostrou mais motivos para isso. A história do Governador é realmente angustiante e impressionante. Outra personagem à qual me apeguei desde que a conheci, mas tinha ficado um pouco decepcionada, foi Lilly Caul, no entanto, ela vai mostrar como é uma mulher forte, independente e admirável.

“Ela olha para Austin, que retribui o olhar, e, pela primeira vez desde que a guerra começou, o amor entre os dois retorna com sinceridade".
Suspense, medo, angústia, desespero, afeição são uma constante no livro, que acabou me prendendo ainda mais à história. Houve situações tão críticas que dava vontade de largar o livro e se esconder debaixo do cobertor por serem muito fortes e outras onde o suspense estava tão no auge que devorava as páginas em um espaço de tempo muito pequeno. Porém, houve momentos também que me surpreenderam e me entristeceram de uma forma um pouco traumatizante. Dessa vez, as lágrimas que derramei no livro e ainda insistem em cair são de tristeza e, ao mesmo tempo, de surpresa e carinho.
“Os olhos são involuntariamente atraídos para o canto do espelho que ainda reflete o enxame de Mordedores ao norte, àquela distância parecendo um milhão de vermes escuros entocando-se em um túmulo, e então que Lilly faz aquilo que marcará sua alma para sempre. Ela olha."
Não sei o que esperar do próximo volume, mas da forma que terminou o livro, parece que virá com força total e irá agradar bastante aos leitores, da mesma forma que esse. Algumas coisas que reparei ao decorrer de toda leitura da série é que os livros são bastante reflexivos e questionam a religião, a fé, a sanidade que temos e daquilo que consideramos certo e errado. Considero os livros de The Walking Dead como reflexivos e até um pouco filosóficos se formos analisar.



Espero que Kirkman e Bonansinga não decepcionem e que continuem com as magníficas e eletrizantes descrições que deixam o enredo do livro tão forte, que penso até que viveremos um Apocalipse Zumbi.
“O mundo inteiro parece parar -o tempo fica suspenso- como se o inferno tivesse, por fim, congelado”.
Terror. Loucura. Vinganças. Será que Woodbury aguenta os acontecimentos que estão por vir? E o Governador? Será que conseguirá enfim sua vingança e irá despejar todo seu ódio naqueles que invadiram seu território?

A Record arrasou com o cuidado que teve com esse novo livro, vou sempre aplaudir e elogiar essas capas e o trabalho que tiveram é notável, quando uma das suas séries preferidas é tão bem cuidada, dá até gosto de ler. Preciso nem falar que a tradução da Mariana Kohnert ficou incrível, né?! A revisão e diagramação estão impecáveis.

Não deixem de ler! Mais um episódio fenomenal e fantástico de The Walking Dead.






Comentários
11 Comentários

11 comentários:

  1. Olá, Thaís.
    Eu já tinha desistido dessa série, mas depois dessa resenha, fiquei morrendo de vontade de continuar a ler. Só li os dois primeiros, então tenho que ler a primeira parte ainda, mas fiquei com vontade de ler de novo e assim que conseguir eles eu vou ler.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Que bom que esse livro melhora! E se voltar o nível do primeiro deve ter ficado bem legal. Parece ter bastante emoção e se tem uma coisa que gostei nesses livros é a forma como eles me deixaram angustiada em algumas passagens. Também adorei ver mais do Governador, entender um pouco mais desse personagens e conhecer melhor a história dele. Tem uma coisa muito legal sobre esse personagem que é a forma como ele consegue ser odiado e compreendido ao mesmo tempo. Me via torcendo por ele e desejando que o cara morresse xD
    Parece que esses sentimentos não somem nesse livro.
    E que bom que tem mais! Queria ver se lia esses que faltam pra eu ler esse ano. Vale a pena =)

    ResponderExcluir
  3. Thaís!
    Parece que esse exemplar foi carregado de mais emoção e ação do que os outros...
    E bom saber que traz questionamentos como religião, a fé, a sanidade.
    Prova que não é apenas um livro de fantasia sem propósito.
    Bom saber que terá mais um exemplar.
    “O saber é saber que nada se sabe. Este é a definição do verdadeiro conhecimento.” (Confúcio)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  4. Oi, Thais!!
    Estou adorando conhecer mais um pouco dos livros de The walking dead!! Amei os funkos the walking dead!! São muito lindos!!
    Bjoss

    ResponderExcluir
  5. Hey,

    Como disse na resenha anterior tanto a série quanto os livros não são do gênero que eu gosto de ler ou assistir, então, não pretendo ler os livros dessa série.

    ResponderExcluir
  6. Oi Thais!!!
    Amando as resenhas da série, me apaixonando ainda mais pela história!
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aline!
      Fico muito feliz por estar adorando as resenhas desta série de livros, aguarde sobre os próximos.

      Obrigada pelo comentário <3

      Beijos

      Excluir
  7. Que bom que este livro foi bem melhor que o anterior, e que bom que há enredo para mais um livro. Concordo com você, de certa forma The Walking Dead tem sim um pouco de reflexão, tem sim uma bela crítica a sociedade. Gostei muito da sua resenha e quantas perguntas para serem respondidas, fiquei curiosa.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  8. Como já mencionei eu não tenho a intenção de ler os livros dessa série mas ai fico feliz por você que chegou no final dos livros pra saber que ira ter mais um livro pra você curtir antes de a série finalizar de verdade e só ficar a saudade do enredo.

    ResponderExcluir
  9. Olá...
    Definitivamente The Walking Dead não é uma série que gostaria de ler ou assistir... Apenas acompanhei os posts por aqui... E é bom saber que você curtiu... Quem sabe mais pra frente eu dê uma chance à essa série...
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  10. Oi Thais!!
    Deixo registrado que é mais fácil eu ler os livros da série do que voltar a assistir.
    Mesmo assim não é algo que vou ler por agora pois tenho que estar no clima pra pegar algo diferente e que sai da minha zona de conforto.
    Abraço.

    ResponderExcluir

© Desbravador de Mundos - Todos os direitos reservados.
Criado por: Marcos de Sousa.
Layout por Fernanda Goulart.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo