06/02/2017

Resenha: O Cirurgião

Título: O Cirurgião
Autora: Tess Gerritsen
Editora: Record
ISBN: 9788501069764
Ano: 2013
Páginas: 386
Compre: Aqui

Sinopse:

Tess Gerritsen, neste livro assustador, narra o rastro de sangue deixado por um assassino cruel. O agressor entra na casa de suas vítimas na calada da noite e segue até o quarto delas. Mergulhadas em sono profundo, as mulheres ignoram que irão acordar para um terrível pesadelo... A precisão com que ele investe contra as mulheres , somada à crueldade de agressão - útero das vítimas é arrancado -, sugere que o responsável pelas atrocidades seja um médico psicopata. Os jornais de Boston passam então a chamá-lo de "O Cirurgião". Em um livro de tirar o fôlego e com descrições minuciosas, a autora nos apresenta a um rico universo de personagens, ao criar um romance de suspense e profundidade inéditos.

Resenha:

Depois de ler Valsa Maldita (resenha), necessitava conferir algo mais que fosse escrito pela Tess Gerritsen. Foi assim, então, que eu descobri a série Rizzoli & Isles; uma excelente descoberta, aliás. Ao terminar de desbravar o primeiro livro da série, a única frase que consigo formular é: preciso ler tudo que essa mulher escreve.

O cirurgião, alcunha recebida pelo assassino em série protagonista desse livro, é um homem que caça mulheres. Ele invade quartos femininos na calada da noite, comete torturas inimagináveis, arranca o útero delas e, por fim, mata-as. O assassino é implacável e meticuloso, não deixando praticamente nenhuma pista para trás. Porém, quem está lhe caçando é Rizzoli e ela não quer deixar isso barato.


O detetive Rozzoli é uma mulher forte e decidida, a única mulher em um departamento repleto de homens machistas e opressores. Por isso, ela briga e busca o seu espaço, mostrando que é mais capaz do que cada um deles. Assim, ela entra de cabeça no caso O Cirurgião. Além disso, há outra ligação entre ela e as vítimas: todas são mulheres. Para Rozzoli, é inconcebível deixar no mundo um homem que faz tamanha crueldade com uma mulher. Ela quer a cabeça dele e não vai parar até conseguir.
“Elena Ortiz vivera o suficiente para ver seu próprio sangue jorrar do pescoço e atingir a parede num borrifo vermelho. Vivera tempo suficiente para aspirar sangue para sua traqueia cortada, para ouvi-lo gorgolejar em seus pulmões, para tossi-lo em erupções de muco escarlate. Vivera o suficiente para saber que estava morrendo” (posição 300).
Partindo dessa premissa, Gerritsen cria um enredo impressionante e forte. Todos os momentos do livro são bem amarrados, criando um suspense tenso e que se sustenta, fazendo com que o leitor vire página após página continuamente. A força do enredo também é aumentada pela forma que a autora narra a obra: com descrições médicas precisas, com os momentos mais tenebrosos mostrados em detalhes e com a loucura do protagonista ganhando voz. Esses elementos, juntos, são capazes de tomar o psicológico do leitor sem qualquer dificuldade.

A construção dos personagens é outro fator que precisa ser exalto. Afinal, criar personagens complexos e interessantes como Moore, Rizzoli e o Cirurgião não é tão simples assim. O psicológico dos três são esquadrinhados de uma maneira que só um autor com muito talento conseguiria fazer, colocando o leitor por dentro de todos os detalhes, dos mais sombrios aos mais sujos. Além disso, a autora acertou demais ao escolher uma mulher forte e poderosa para ser a sua protagonista, algo não tão comum na literatura policial. Isso faz com que a obra aborde mais do que assassinatos, mas todo o machismo enraizado na sociedade e que, muitas vezes, vemos como algo normal.


Outro ponto que merece destaque é a forma que Tess encaixa a vida normal dentro do cenário caótico dessa investigação criminal; ou seja, além de acompanharmos o desenvolvimento dos personagens na investigação, também o fazemos no lado pessoal. Entendemos seus anseios, os romances conturbados, os relacionamentos familiares um tanto deteriorados. Isso ajuda demais para que os protagonistas se tornem críveis, fugindo de policiais idealizados e comprometidos apenas com o trabalho.
“Rizzoli era, acima de tudo, uma sobrevivente” (posição 651).
Quanto à parte física, não há muito que falar, já que li a obra em e-book. Contudo, é necessário destacar a capa, chamativa e pertinente com o tema abordado. A tradução da obra também foi muito bem feita, fazendo com que a leitura flua rapidamente. Há um erro ou outro no processo de revisão, mas nada que atrapalhe a qualidade da obra. Ou seja, tudo contribui para uma boa leitura.

Em suma, O Cirurgião é um suspense forte, poderoso, crível, além de ser a promessa de uma série surpreendente. Os próximos livros são independentes, mas ainda assim, a obra deixou um gostinho de quero mais. Sem dúvidas, uma ótima opção para quem gosta de bons romances e quer ser surpreendido.


Comentários
22 Comentários

22 comentários:

  1. Este sim é um estilo de livro que eu gosto muito. Os que detalham bem os atos..rs ainda mais, quando se trata de um assassino tão frio e calculista. Gosto muito dessa mistura, uma detetive mulher, sempre com força de vontade própria e personalidade forte e um assassino misterioso, mas que em algum momento, deixa escapar algo.
    Lerei se for possível!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  2. Oi Marcos!

    Ai meu Deus! Lá vem vc me fazendo gastar! Eu quero esse livro!!!! Amo esse gênero e confesso, meus olhinhos brilharam aqui! rsrsrsrsrs

    E o melhor de tudo? Os e-books são bem baratos neh? Bem, deixa eu ir ali na amazon dar umas olhadinhas! rsrsrsrsrsrs

    Ótima resenha como sempre, fiquei curiosa e quero lê-lo com certeza!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  3. Tenho curiosidade de conferir essa autora... E você ainda traz outra resenha pra aguçar mais minha vontade.

    Adorei ♥

    Bjks

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Gostei da resenha Marcos, nunca li e-books, prefiro mais o físico, mas vou deixar anotado...
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá, tudo bem?
    Acho que nunca li nenhum livro como O Cirurgião, embora provavelmente não faltem recomendações. A história parece realmente interessante principalmente por tratar de machismo e falar das dificuldades de uma mulher em um ambiente considerado exclusivamente masculino. Fiquei muito curiosa, mesmo que fuja e muito do estilo que estou acostumada a ler.
    Not Found

    ResponderExcluir
  6. Olá, Marcos.
    Eu ganhei um vale da Amazon esses dias e comprei um e-book da autora. E gostei bastante do que vi. Como fã de livros do gênero é impossível não apreciar a escrita dela. Esse eu ainda não conhecia, mas já me interessei. Se não me engano suas histórias tem sempre a ver com médicos né? hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Sil. Em geral, sim. Ela é considerada quase que uma série médica.
      Nessa série que se inicia com "O Cirurgião", são duas protagonistas: uma policial e uma médica legista. Então a medicina estará sempre presente.

      Excluir
  7. Oi Marcos!!
    Essa autora tá na minha lista dos autores que não conheço e devo ler pelo menos um livro este ano.
    O livro que coloquei dela para ler foi justamente Valsa Maldita, mas agora fiquei super curioso com este e também irei ler ele.
    Adoro o gênero e geralmente são livros que leio em um dia.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  8. Já li outros livros da Tess e gostei bastante. Fiquei bem curiosa com esse livro pelo assassino arrancar o útero das vítimas. Também leio bastante em ebook e acho que comprei esse numa promoção da amazon rsrs quem sabe seja o próximo suspense que vou ler

    ResponderExcluir
  9. Marcos!
    Faz tempo que não leio um livro policial, carregado de suspense, mistério e terror e ainda com protagonista feminina como investigadora, deve ser um livro excitante e tenso.
    Desejo uma semana alegre e feliz!
    “Um saber múltiplo não ensina a sabedoria.” (Heráclito)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  10. Oi Marcos
    Não conhecia a autora, mas pelos teus comentários os livros dela são bons e merecem atenção. Fiquei com vontade de conhecer as obras, o enredo deste é interessante.

    Beijinhos
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Oi Marcos! Tudo bem?

    Nunca li nada da autora Tess Gerritsen, mas pela resenha parece ser um livro ótimo. Que bom que a tradução está boa. Gosto de narrativa fluidas e de um bom suspense!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  12. Oi, Marcos!!
    Nunca li nenhum livro da Tess Gerritsen!! Mas pelo que li na sua resenha os livros dessa autora são fantásticos!! Como adoro ler livros de suspense sem dúvida anotei com muito carinho a sua indicação!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  13. Nunca li nenhum livro da autora ou do gênero mas fiquei mega interessada pelo enredo, e também por adorar a série Rizzoli & Isles, eu nem sabia que tinha os livros.

    ResponderExcluir
  14. Olá, Marcos!
    Fiquei muito curiosa com esse livro, não o conhecia e também nunca tinha ouvido falar do autor... Vou atrás porque me interessei muito!
    Beijos
    Vida em Marte

    ResponderExcluir
  15. Marcos,querooo muito ler esse livro,nossa,fiquei instigada já pela sinopse e apesar de eu ler mais romance no meu dia a dia,eu ando querendo muitooo ler um livro nesse estilo,para sair da minha zona de conforto sabe,além de que livros instigantes são meu número! Confesso que é bem provável dessas cenas bem descritivas dos assassinatos me deixarem um pouco desconfortável,mas ultimamente ando lendo uns livros de romance dark e estou me acostumando melhor á cenas desse tipo kkk é que sou um pouco medrosa,tenho que lembrar que é só um livro e que é ficção..então leio de dia só kkk

    Enfimmm,além claro de querer saber quem é o assassino cirurgião,gostei muito de saber que os personagens são bem construídos,ninguém merece uma trama bem amarrada e surpreendente,mas com personagens superficiais...Têm que vir com o pacote completo hehe,então quando o autor se preocupa com todos os aspectos da obra já têm minha simpatia! Protagonista forte e trama que prende o leito,vai para a lista!

    Mais um p/ adicionar á lista do Skoob,esses dias vi a resenha do livro "Uni-Duni-Tê" e também adicionei p/ servir com incentivo/meta,que tenho que ler algumas coisas diferentes esse ano..Creio que vou gostar de ambos. Ótima resenha,abraços.

    ResponderExcluir
  16. Gosto bastante de romances policiais, e achei a premissa desse livro interessantíssima. Melhor ainda que a protagonista é uma mulher. Não sei se eu gostaria muito da leitura, pois não gosto de detalhes muito fortes, como de torturas ou mortes agonizantes. De qualquer forma, fiquei curiosa com a obra e talvez venha a lê-la um dia.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  17. Confesso que ainda não tive muita vontade de conferir livros dessa autora, não sei porque... Gosto bastante do estilo de história, então devo gostar se acabar pegando.
    Acho legal também quando não deixam só uma história de investigação, aquele clichê de detetive, policial, que só narra os fatos do caso e não aprofunda muito na vida dos personagens. Acho que torna mais real mesmo se mostrar os sentimentos deles, um pouco da vida e como é a relação de trabalho e o jeito que ele acaba afetando a vida dessas pessoas.
    Ele parece ter bons personagens, bem construídos e uma protagonista forte. Acho que pelo jeito o livro fica com uma carinha de ser bem real, deve dar pra imaginar todas essas coisas acontecendo, essas pessoas existindo e etc. Isso torna a leitura mais envolvente na minha opinião. Então acho que iria gostar bastante de ler.

    ResponderExcluir
  18. Olá, apesar de não curtir muito livros desse gênero, fiquei intrigado para ler este pois trata-se de uma história misteriosa e bem desenvolvida. Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Gostei muito da dica, além de ser um ótimo suspense ainda traz a discussão sobre o machismo que está enraizado em nossa sociedade. É claro que quero conferir a obra e espero que as continuações sejam tão boas quanto. Eu simplesmente adorei a protagonista e fiquei torcendo para que descubra logo quem é esse serial killer.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  20. Mana, no momento que você falou o que ele fazia com as mulheres eu tava pra entrar no livro junto com a detetive e meter a porrada nesse cara. Como deve ser difícil pra pra ela em um trabalho com colegas que por ser mulher nunca lhe deram o crédito devido e por causa disso ela tinha que se esforça ainda mais pra mostrar o seu valor. Eu nunca tinha ouvido falar desse escritora mais depois dessa resenha eu posso dizer que fiquei muito interessada e vou dar uma boa olhada agora. Beijos.

    ResponderExcluir
  21. Olá, Marcos... Ainda não tive oportunidade de ler nada dessa autora... Sua resenha ficou simplesmente fantástica!!! Mesmo não sendo muito fã desse tipo de leitura, fiquei bastante curiosa para ler esse livro que promete mexer bastante com meu psicológico...
    Abraços...

    ResponderExcluir

© Desbravador de Mundos - Todos os direitos reservados.
Criado por: Marcos de Sousa.
Layout por Fernanda Goulart.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo