04/08/2016

Resenha: Fundação e Império

Título: Fundação e Império
Autor: Isaac Asimov
ISBN: 9788576570677
Editora: Aleph
Ano: 2009
Páginas: 248
Compre: Aqui

Sinopse:

O Império Galático está à beira do colapso. Ainda assim, numa tentativa ousada, o General Bel Riose decide lançar um ataque contra a Fundação. Mas será que a ofensiva desesperada irá impedir o destino profetizado há séculos por Hari Seldon? E quem seria, afinal, o Mulo? Este é o segundo livro da Trilogia da Fundação, vencedora do prêmio Hugo como a melhor série de ficção científica de todos os tempos.

Resenha do livro anterior:

Resenha:

Resenha sem spoiler do livro anterior
“Há uma série muito antiga de Isaac Asimov – os romances da Fundação – na qual os cientistas sociais entendem a verdadeira dinâmica da civilização e a salvam. Isso é o que eu queria ser. E isso não existe, mas a economia é o mais próximo que se pode chegar. Então, como eu era adolescente, embarquei nessa” (Paul Krugman, Prêmio Nobel de Economia 2008).
Existem muitas maneiras de falar sobre a sociedade; há quem faça extensos livros teóricos, muitas vezes beirando ao incompreensível; há quem redija artigos; contudo, há gênios que transformam a crítica social em ficção e a transmitem de maneira simples e fácil. Esse é o caso de Isaac Asimov.

Em Fundação e Império, segundo livro da série da Fundação, continuamos a acompanhar como a humanidade tenta se reerguer e se segurar após a queda do Império Galáctico. Para tal, ela se baseia e crê, quase que cegamente, na ciência chamada Psico-História criada pelo grande cientista social Hari Sheldon. Porém, talvez o destino não queira respeitar a ciência e resolva brincar com a sociedade.


Contudo, o destino, ou acaso, como queira chamar, não trabalhou sozinho. Como sempre, houve a ajuda do defeito mais intrínseco da humanidade: a ganância. Quem tinha muito queria mais; e quem não tinha nada resolveu que também merecia sua parte, a maior, de preferência. Isso, aliado a potentes armas e um período de instabilidade política e econômica só poderia originar uma catástrofe. Talvez, por isso, a jovem Fundação encontre o seu fim.
“Não ligo erudição a nada além de um meio a responder a perguntas difíceis” (p. 17).
Isaac Asimov, novamente, criou um enredo primoroso, inteligente e altamente político. Apesar de não haver passagens falando claramente dos problemas enfrentados aqui no nosso mundinho, um bom leitor entenderá as metáforas utilizadas. O autor se afasta da nossa realidade para analisá-la de uma maneira ainda mais meticulosa e detalhada.

A grande diferença desse livro para o primeiro é que temos um grande vilão. E quando digo grande não me refiro à estatura, mas sim à inteligência e genialidade. Mulo, como é conhecido, é um dos malfeitores mais espetaculares que eu já tive o prazer de encontrar na literatura. Cruel e altamente estrategista, não parará enquanto houver pedra sobre pedra.


Aliás, nesse livro Asimov deu muito mais destaque à construção dos personagens do que no primeiro volume, tornando toda a obra muito mais envolvente e profunda. Afinal, entendemos de uma maneira mais específica os dilemas de cada uma das camadas da sociedade. Além disso, esse aprofundamento também nos permite ver como todo nosso mundo é uma grande máquina. Se uma mínima peça der problema, certamente todo o resto desandará.
“As leis da história são tão absolutas quanto as leis da física, e se as probabilidades de erros são maiores, é apenas porque a história não lida com tantos humanos quanto a física com átomos, então variações individuais contam mais” (p. 102).
Fundação e Império foi um livro que entrou para a minha lista de favoritos sem qualquer dificuldade, principalmente porque possui um enredo rico. Você pode lê-lo como uma simples ficção científica, como um livro rápido e envolvente ou como uma grande aula de história, sociologia e política. Independente qual seja o seu interesse na leitura, ela certamente corresponderá aos seus interesses de forma maravilhosa.

Quanto à parte física da obra, também não tenho o que reclamar: a editora Aleph manteve seu alto padrão de qualidade, com uma capa bonita e uma diagramação confortável. Além disso, a revisão da obra está perfeita, o que torna a leitura muito mais agradável.


Desta forma, é impossível não indicar o livro. Mesmo que você não seja fã de ficção científica, tenho certeza que se encantará pela obra. Dê uma chance a Isaac Asimov; ele irá te surpreender!



Comentários
29 Comentários

29 comentários:

  1. ah, é uma trilogia, que bacana, bela caixa. mas acho que vou ler um desse autor antes da trilogia. beijos, pedrita

    ResponderExcluir
  2. Agora mais do que estou mais ansiosa pela leitura dessa trilogia, da para notar que as leituras do livros são bem rápidas, e realmente cativa o leitor. Pela sua resenha da para perceber que o autor enriqueceu ainda mais a trama do segundo livro, principalmente por trabalhar na construção dos personagens, e ter colocado um grande vilão na história.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Marcos!
    Fiquei bem feliz quando vi o aviso no começo da resenha.
    Gente, que edição linda! Já quero.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  4. Adorei suas impressões sobre o livro, realmente nos faz querer ler muito esse livro pela tamanha genialidade e estratégia que é o enrendo. Espero poder comprar um dia esse livro de ficção científica, gostei muito do autor.

    ResponderExcluir
  5. Olá Marcos!
    Preciso te confessar que suas resenhas dos livros me fizeram enxergar esse gênero com outros olhos, fazendo com que eu ache realmente o livro bastante interessante viu...
    Qro mto conhecer a obra começando por eles...Parabéns pela resenha!
    Bjs!!

    ResponderExcluir
  6. Oi, Marcos...
    Achei muito interessante saber que o Isaac Asimov tem uma maneira única de tratar a sociedade.... Estou adorando conhecer um pouco mais sobre ele e com certeza vou precisar ler essa trilogia.
    Abraços

    ResponderExcluir
  7. Oi Marcos!

    Nem precisava reler sua resenha para saber que quero demais esses livros! *-* (Adorei o box! Eu quero! rsrsrsrs)
    Já os havia adicionado a minha lista de desejados e quero muito ler algo do autor, mas acho que vou começar por Eu, Robô, pois já o tenho na estante.

    Como sempre, ótima resenha! Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  8. Vou pirar até o fim desse especial ♥

    Resenha perfeita e linda e maravilhosa e cheia de amo!!!

    Adorei!!!!

    Bjks

    ResponderExcluir
  9. Olá.
    Como disse na resenha anterior, um livro que explore mais o lado sociológico/político não é meu interesse no momento.
    Mas após a resenha deste livro fiquei curiosa, quando você disse que pode ser apreciado até por leitores que busquem apenas ler uma ficção científica.
    Gostei de saber que o vilão é capaz de conquistar os leitores, afinal eu tenho tendência a gostar mais dos vilões que dos mocinhos.


    Confissões de uma Mãe Leitora

    ResponderExcluir
  10. Estou adorando esses post do Asimov, as capas são um detalhe a parte. Percebe-se o capricho que vc tem ao fazer as resenhas. Um dia eu irei ter esse box.

    ResponderExcluir
  11. Pelo que to lendo aqui no blog, essa série é bem interessante, o autor consegue expor grandes críticas sem dificuldades, o que é ótimo, creio que a série vai entrar para a minha lista de desejados.

    ResponderExcluir
  12. Oi Marcos!
    Ainda não li nada desse autor, mas sei que tem um alto conceito em livros de ficção. Tenho EU, Robô , mas ainda não li. Gostei muito da sua resenha, perfeita! E com suas palavras, fiquei bem interessada em conhecer essa trilogia. Que lindas essas capas! Gosto de ficção e por tudo que você mencionou do enredo, estou muito motivada a ler. Obrigada pela dica. Abraços.

    ResponderExcluir
  13. Helloo, Marcos. Tudo numa nice?!
    Eu nunca vi esse livro, mas acho o nome do autor conhecido. Não sei bem onde vi.
    Anyway, certa vez eu ouvi um personagem de um filme falar: muito é sempre pouco. E acredito que essa frase representa totalmente o que você falou no início da resenha.
    Nunca mais li um livro de ficção e esse parece ser interessante e bastante estruturado. Gosto de vilões bem construídos e esse me chamou a atenção. Saber que trata de assuntos sérios conduzidos numa ficção também me deixa curiosa.
    Beijin...
    Pieces of Alana Gabriela

    ResponderExcluir
  14. Achei a capa super bacana, mas a sinopse não me atraiu. Não faz meu estilo de livro, mas bem legal a resenha :)

    http://www.biigthais.com/

    Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  15. Oi marcos!

    Você como sempre arrasa nas resenhas, mega completa. Eu não li o primeiro, mas que bom que o segundo mantem o bom nível, o livro realmente parece ser muito bem construído, ainda quero ler!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  16. Oi, Marcos
    Gostei de sua resenha. O autor realmente te surpreendeu com todas as críticais sociais. Que bom que nesse segundo livro ainda aprofundou os personagens. Tantos elogios só podem me deixar curiosa para ler a obra.

    ResponderExcluir
  17. Oi Marcos, tudo bem? Eu quero muito dar uma chance a mim de conhecer o autor hahahha. Só que esse ano acho que não vai rolar :(
    Mas vou colocar como meta para o ano que vem. Não dá mais, preciso ler =D
    Beijooos
    https://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Hello friends,visit the blog Download Latest Android Game 2016
    http://alamsemesta19.blogspot.com .
    With this cooperation , I am sure visitors who we hope will grow .

    ResponderExcluir
  19. Pelo o que eu pude perceber, o livro continua seguindo o mesmo estilo do outro, se não melhor. O que eu mais gostei nesse livro, tirando a parte política, que eu adoro, foi o fato de que nesse livro o autor explora mais os personagens. Amei!

    ResponderExcluir
  20. Olá, Marcos.
    Como comentei na resenha do primeiro livro, não tenho interesse em ler essa trilogia. Mas que bom que é um dos seus favoritos. Gosto é gosto hehe. É engraçado de ver em livros e séries em que ocorre algum desastre, a primeira coisa que entra em ação é a ganancia do povo.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  21. Oi
    os personagens desse livro pelo que bi na resenha parecem ser bem inteligentes. Acho legal livros que se tem uma sociedade destruída tentando se reerguer.

    momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
  22. Oi Marcos, como havia dito no outro post, quero ler o primeiro livro e por isso não li essa resenha. Mas estou animada com a história.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  23. Sua resenha me deixou ainda mais curiosa com a trilogia da Fundação. Eu normalmente não procuro livros que trazem críticas à sociedade, mas esse parece interessantíssimo, e ainda melhor que o primeiro volume. Pretendo ler com certeza.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  24. Pelo que percebi o segundo tem mais história oque me agradou mais! Quero ler algo do autor pois gostei muito dele.
    Ótima resenha!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  25. Pelo que percebi o segundo tem mais história oque me agradou mais! Quero ler algo do autor pois gostei muito dele.
    Ótima resenha!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  26. Marcos
    é muito bom saber que o segundo o livro mantém o ritmo primoroso do primeiro e também gostei que a escrita é de fácil entendimento. Infelizmente Nós seres humanos Somos imperfeitos movidos pela busca do poder e gananciosos por natureza, o que gera as discrepâncias sociais. Estou muito curiosa para conhecer como o autor inseriu tudo isso num cenário futuro. E sendo uma obra tão elogiada por você deve mesmo ser imperdível.
    Abraços, 
    Gisela
    Ler para Divertir
    Participe do Top Comentarista de agosto, serão 3 ganhadores e você pode ganhar um livro a sua escolha

    ResponderExcluir
  27. É muito difícil um autor manter o mesmo ritmo no segundo livro de uma trilogia, e pelo que li em sua resenha Asimov conseguiu. Os conflitos aqui parecem trazer críticas tão boas quanto o primeiro, a inserção de um vilão super inteligente a trama deixa tudo ainda mais eletrizante. Gostei da continuação da trilogia. A resenha está ótima como sempre.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  28. Tá, AGORA vou ser obrigada a ler. Nossa, já construí várias teorias na minha cabeça que envolvem psicologia social, Huxley, 1984, holocrons e um vilão morto. Hahahaha será que errei de muito longe?

    ResponderExcluir
  29. Deu pra perceber que é uma série muito bem escrita, inteligente, bem traçada e de fácil compreensão, rsrsrs
    Eu sou chata, sempre penso que não vou entender, mas acho que vou conseguir sim, até porque, curiosa como estou, PRECISO conferir logo os livros do Asimov.
    Abraços e boas leituras em setembro!!

    ResponderExcluir

© Desbravador de Mundos - Todos os direitos reservados.
Criado por: Marcos de Sousa.
Layout por Fernanda Goulart.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo