27/04/2016

Resenha: O Despertar da Fúria

Título: O Despertar da Fúria
Autor: Eduardo Kasse
Editora: Draco
ISBN: 
9788582431283
Ano: 
2015
Páginas: 
224
Compre: Aqui

Sinopse:

Doença, sofrimento e morte. Com a peste negra assolando a Europa, os poderosos da Igreja e da nobreza têm de encontrar alguém para acusar, fazendo o povo odiar um mal em comum. Só assim conseguirão manter o controle. E claro, os culpados sempre são os demônios. Os culpados somos nós.
O Despertar da Fúria é o quarto romance da Série Tempos de Sangue, de Eduardo Kasse, e narra como a terrível doença foi a causadora de histeria e milhares de mortes pela Europa medieval.
Vinda do continente pelo mar, a praga se espalha rapidamente pela Inglaterra, assim como as pilhas de corpos retirados dos casebres, das catedrais e dos castelos. A morte não faz distinção: ceifa a vida de jovens saudáveis e de velhos decrépitos com o mesmo ímpeto. Ricos ou pobres, não importa.
E, em meio ao medo e à descrença, Harold Stonecross continua seu caminho pelas sombras, sedento pelo cada vez mais escasso sangue fresco e puro. Contudo as trevas também se abaterão sobre o imortal, não pela doença, mas pelas mãos dos seus algozes, enquanto poderes ancestrais se reúnem na Inglaterra a fim de traçar o destino deles e da humanidade.
Resenha:

O Despertar da Fúria é uma daquelas obras que nos mostram que séries podem ter todos os livros em altíssimo nível. Mesmo após três livros e alguns contos, Kasse continua surpreendendo o leitor e criando obras excelentes. Como? Confira comigo.

Novamente, vamos acompanhar a trajetória de Harold Stonecross – meu vampiro favorito –. Vagando pela Europa, ele presencia diversos dramas ocasionados pela peste negra. Homens, mulheres e crianças; ricos e pobres; cristãos e pagãos: a peste não faz acepção, ela devora a todos. Nesse ambiente, apesar de seu apetite descomunal e sarcasmo típico, Harold começa a ter incertezas. Afinal, com os milhares de mortos, seu alimento também pode começar a faltar.


Se não bastasse ter que caçar os poucos humanos saudáveis, Harold tem um “novo velho problema”: sua fama lhe precede. Os padres já ouviram falar e muito do demônio chupador de sangue chamado Stonecross. Com isso, mais uma vez, vão armar uma caçada ao vampiro. Logo, além de provavelmente ter problemas com alimentos em um futuro próximo, nosso protagonista ainda terá que se livrar dos seus incômodos perseguidores.
“Despertei. Estalei os ossos do pescoço e afastei os ratos que passeavam pelo meu corpo. Eles estavam cada vez mais gordos e atrevidos. A comida agora era farta, pois as pessoas morriam aos montes e deixavam suas casas livres para eles, para os ladrões e para mim” (p. 11).
Partindo dessa premissa, Eduardo Kasse novamente cria um grande enredo que prende o leitor, principalmente por causa da minuciosa pesquisa feita. Mesmo sendo um universo fantástico, Eduardo se preocupa bastante com a verossimilhança, o que gera uma obra com profundo embasamento histórico. Assim, além de acompanhar a saga de um grande matador e se divertir com suas intempéries, é possível aprender bastante.

Outro ponto muito positivo é a mistura de mitologia com a saga dos vampiros que acompanhamos. Mais uma vez temos menções a diversos deuses, o que deixa toda a saga muito mais interessante, fugindo do clichê de simplesmente sugar sangue para sobreviver. As batalhas vampirescas possuem uma forte influência divina, seja na batalha contra o cristianismo ou contra alguns deuses pagãos.


Ademais, novamente, temos os personagens como o ponto alto da narrativa. Quem acompanhou as resenhas anteriores sabe da personalidade cativante de Harold. Nessa obra, além dele, temos a possibilidade de rever antigos amigos e conhecer novos personagens, tão fascinantes quanto o Harold, o que demonstra que esse quarto livro é ainda a preparação para algo muito maior. Ou seja, o autor continua trabalhando muito bem os personagens já consagrados da série e insere novos com um intenso potencial, o que já deixa o leitor ansioso pelo quinto livro.
“– Você nunca vai ter a minha alma – o monge encarou-me, convicto.– Não quero a sua alma, velho, apenas o seu sangue – mordi seu pescoço magro e suguei com força” (p. 39).
Quanta à parte física, o livro mantém o mesmo padrão de qualidade das obras anteriores. Temos uma capa bonita e que foge do convencional, chamando a atenção. A diagramação é bem confortável, o que, aliada à escrita excelente do autor, deixa a leitura ainda mais rápida. Por fim, ainda temos uma boa revisão.

Desta forma, diante dos aspectos apresentados, só me resta indicar a obra e também toda a série. Se você não conhece o Harold, não perca tempo! Essa é sua chance de conferir uma ótima obra de vampiros – dos de verdade, não os que brilham no sol – com um embasamento histórico de fazer inveja.




Comentários
29 Comentários

29 comentários:

  1. Gente, essa coleção está incrível! A passagem dele durante a desgraça da Peste Negra dá mais gás ao livro
    Beijos!

    EsmaltadasdaPatyDomingues

    ResponderExcluir
  2. Ansiosa para ler a série, percebo que o autor continua surpreendendo e colocando novos personagens, dando uma personalidade grande e precisa a todos, amo livros com vampiros, principalmente quando existe um morto-de-fome que assombra a todos, quero conferir, a capa é linda

    ResponderExcluir
  3. Que interessante juntar um fato verídico com a fantasia. Claro, naquela época não estava rodando por aí um vampiro sedento, não é?! Kkkk mas gostei bastante o modo como a história é escrita, e por ser serie deve ser melhor ainda. Assim podemos conhecer melhor esse famoso vampiro .
    Bom dia !

    ResponderExcluir
  4. Oi, Marcos!
    A cada resenha dessa série, me dá mais vontade de ler e fico me questionando onde eu estava que não conhecia antes.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Oi Marcos!

    Que inveja danada de grande de vc! *o* kkkkkkk

    Acabei comprando O Andarilho das Sombras em e-book. Ta aqui, agora é só arrumar tempo para ler!
    Adoro seres sobrenaturais e o meu ser preferido, como vc sabe, é o vampiro. Então, claro que quero desbravar esse livro logo, logo!

    Como sempre, ótima resenha! Vc me deixou mais curiosa ainda. Uma pena que estou com uma pilha enorme de livros de parceria aqui para ler, senão já começaria a ler o primeiro volume hoje! rsrssrsrsrrs

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  6. Oi apesar de nao gostar muito de historias de fantasia gostei muito da resenha o fato de envolver fatos historicos tb me chama a atencao e com certeza é um fator determinante eles nao brilharem no sol kkkkk


    http://naiamelo.blogspot.com.br


    ResponderExcluir
  7. Oiii Marcos, tudo bem???
    E essas resenhas só me dão mais vontade de conferir essa série :)
    E já fico super feliz em saber que o autor conseguiu manter a qualidade em todos os volumes - isso não é fácil e mostra que ele não está apenas enrolando.
    Sei que ainda lerei a série, só preciso de um tempinho para isso ;)
    Beijooos e parabéns pela resenha
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Ai que tudo!!!!!

    Gosto assim, quando a série só melhora a cada livro ♥ Isso sim é ótimo!!

    Adorei a resenha!

    Bjkssssssss

    ResponderExcluir
  9. Olá...
    Apesar de ter gostado do fato misturar um pouco de história real com fantasia (e isso me interessar bastante), não estou numa fase que tenho vontade de ler livros com vampiros... Adorei sua resenha... Talvez eu dê uma chance a essa leitura mais pra frente.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  10. Essa coleção está incrível e surpreendente, apenas comentários bons sobre cada livro e sempre melhora. Aumentou ainda mais a vontade de conhecer!

    ResponderExcluir
  11. Estou alegre por encontrar blogs como o seu, ao ler algumas coisas,reparei que tem aqui um bom blog, feito com carinho.Posso dizer que gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns, decerto que virei aqui mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se o desejar siga, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.
    http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  12. Como eu nunca tinha ouvido falar desses livros??
    Eu sou louca por vampiros, e ainda mais de um autor brasileiro?
    Preciso desse livro pra ontem!! Tá na lista pra comprar assim que eu for agraciada com o meu salário! Amei demais!!!

    Beijos~
    ✮ C'est la Lola ✮

    ResponderExcluir
  13. Olá, Marcos.
    Achei interessante misturar mitologia com vampiros. Adoro mitologia hehe. Essa série parece ser uma raridade, porque tá difícil de encontrar uma série que todos os livros sejam bons. Geralmente é o primeiro livro e o ultimo que são bons, os outros deixam muito a desejar. Como disse nas outras resenhas, me interesso em ler.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  14. Eu não conhecia o livro , mas gostei da resenha =)
    Bjs
    Aquarela Pink

    ResponderExcluir
  15. Olá!
    Ual!
    Gostei dmais!
    Mitologia smepre presente né...Adoro!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  16. Oi Marcos!

    Eu gosto dos vampiros que brilham, mas gosto mais dos que não brilham rsrsrs E poxa, conseguir manter uma série sempre em alto nível não é pra qualquer um. Como, sempre adorei as fotos.


    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  17. Oie...
    Fiquei bastante impressionada ao você ter mencionado que essa série tem todos os livros de altíssimo nível! Isso é muito bom ;)
    Ainda não nenhum dos livros, mas, pretendo fazer isso em breve.
    Beijos

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Temos certeza que o autor é bom não só pela originalidade, como por ela estar inserida num mundo já gasto como dos vampiros. Adorei a resenha, principalmente por saber que tem mitologia envolvida. Sou super fã do assunto, nunca li uma junção do tipo, então fiquei bem curiosa!
    Marcos, te indiquei pra um prêmio lá no blog, vem veer :D

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/2016/04/premio-dardos.html

    ResponderExcluir
  19. Aiai! Novamente mais um livro da série que eu preciso e quero muito ler! Sempre que você começa a falar como cada livro dessa série ainda consegue te surpreender, quase choro por que não tenho dinheiro!
    Enfim, mais uma ótima resenha que me deixou com mais vontade ainda de ter a série!

    ResponderExcluir
  20. Oi, Marcos.

    Amei a resenha, sou muito fã de vampiros, e essa premissa me pareceu ser muito bom, gostei do senario da peste negra, da um diferencial ao livros, quebrando o estereótipo sobre o tema.
    O livro já me conquistou, irei ler com toda certeza.
    Boa Tarde.

    ResponderExcluir
  21. Oi Marcos!
    Realmente é um vampiro bem diferente do que brilha no sol kkkk (adorei esse comentário). Já estou encantada com Harold pelo fato de ele ser sarcástico e ir direto ao assunto. Já imagino a sua luta também contra a fome, por causa da peste que estão matando as pessoas, e com a perseguição que sofrerá devido a fama já apontada pela igreja. Realmente deve ser de tirar o fôlego. A imaginação do autor pra criar uma escassez de sangue para um vampiro foi genial! Ótima dica.
    Abs!

    ResponderExcluir
  22. Não conhecia a série então não tenho muito o que dizer sobre o livro, mas a dica já ta anotada aqui :)

    Abraços.
    aressacaliteraria.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. A resenha desse quarto livro da série só me deu mais vontade ainda de ler a série toda, se é que isso é possível. A premissa é muito boa, e tenho certeza de que iria adorar ler os livros. Quero conhecer o Stonecross.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  24. Gostei deste volume focar na época da peste negra, me lembrou um pouco de Entrevista com um Vampiro, mas aqui a obra foca bem neste tema, então é só uma lembrança mesmo. Acho essa série muito legal, o melhor é que o autor conseguiu manter a história "forte" sem decair no enredo. Espero um dia poder conferi-la.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  25. Eu tenho medo de zumbis, mas não tenho de vampiros kkkkk amo livros de vampiros, porém, confesso que ainda não conhecia esse!
    Gostei bastante da resenha, deu pra perceber ser um livro bem escrito e envolvente, e ter mitologia envolvida com os vampiros parece ser melhor ainda!
    Mais curioso!
    Anotado aqui.
    bjss

    ResponderExcluir
  26. Gosto muito de livros que se passem em um contexto real, amei o ambiente da peste negra, quero ler essa série, mas sempre surgem mais livros, vou ler quando acabarem de publicar a série

    ResponderExcluir
  27. Oi, Marcos
    O embasamento histórico é o que mais chamaria minha atenção nessa série. Gostei de saber que a série continuou te agradando tanto. É difícil todos os livros de uma série agradarem tanto assim.

    ResponderExcluir
  28. Marcos
    Não tenho muito mais a dizer, pois você já me conquistou na primeira resenha e já anotei o coleção para comprar. Gosto muito da editora e de ler livros nacionais, principalmente quando me encanto tanto como nesta saga, que tem todos os elementos que me agradam.

    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir
    Participe do Sorteio da Trilogia O Inferno de Gabriel para 2 ganhadores

    ResponderExcluir

© Desbravador de Mundos - Todos os direitos reservados.
Criado por: Marcos de Sousa.
Layout por Fernanda Goulart.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo