02/04/2016

Resenha: Jurassic Park


Título: Jurassic Park
Autor: Michael Crichton
ISBN: 9788576572152
Editora: Aleph
Ano: 2015
Páginas: 528
Compre: Aqui

Sinopse:

Jurassic Park - Uma impressionante técnica de recuperação e clonagem de DNA de seres pré-históricos foi descoberta. Finalmente, uma das maiores fantasias da mente humana, algo que parecia impossível, tornou-se realidade. Agora, criaturas extintas há eras podem ser vistas de perto, para o fascínio e o encantamento do público. Até que algo sai do controle. Em Jurassic Park, escrito em 1990 por Michael Crichton, questões de bioética e a teoria do caos funcionam como pano de fundo para uma trama de aventura e luta pela sobrevivência. O livro inspirou o filme homônimo de 1993, dirigido por Steven Spielberg, uma das maiores bilheterias do cinema de todos os tempos.

Resenha:

Geralmente, costumo ler os livros primeiro e só depois assistir aos filmes. Contudo, nesse caso, ocorreu exatamente o contrário. A adaptação cinematográfica de Jurassic Park foi uma das minhas favoritas durante a infância. Desta forma, quando surgiu a oportunidade de conferir a obra literária, não pude recusar; e o parecer me deixou ainda mais feliz: o livro consegue ser ainda melhor do que o filme.

Hammond é um homem muito rico e que é fascinado por dinossauros. Diante disso, ele resolve que tentaria usar seu dinheiro para trazer tais animais de volta ao nosso moderno mundo. Contudo, como fazê-lo se a espécie já havia há muito sido extinta? O velho visionário, juntamente com um grupo de cientistas, encontra a solução na engenharia genética. Tentariam usar resquícios genéticos quase completos dos dinossauros, completá-los com DNA de outras espécies, e trazer os lagartos terríveis à existência.


Não satisfeito, Hammond quer mais: ele não desejava apenas conhecer os dinossauros, ele queria fazer um parque temático com eles. Afinal, ele ansiava conhecer o assombro e o sorriso das crianças ao ver um dinossauro de verdade. Ao menos das crianças que pudessem pagar por isso, é claro. Então, para alcançar o seu sonho, ele resolve que realizar quebras de segurança e ética são o menor dos detalhes. E quem iria questionar o seu poderio e dinheiro?
“Elena correu adiante, gritando, e os lagartos fugiram para a escuridão. Todavia, muito antes de alcançar o berço, ela pôde ver o que eles tinham feito ao rosto do bebê, e soube que a criança devia estar morta. Os lagartos se espalharam pela noite chuvosa, guinchando e piando, deixando para trás apenas rastros sangrentos de três dedos, como pássaros” (p. 48).
Partindo dessa premissa, Michael Crichton consegue criar uma trama inovadora e incrível. Apesar de iniciar com uma proposta científica hoje dada como praticamente impossível – recuperar DNA após 80 milhões de anos –, o livro, diferente do filme, possui seu ponto forte na construção da verossimilhança científica. O autor trabalha com dados, gráficos, genética e matemática. Crichton não poupa detalhes para convencer o leitor de que aquilo não é só possível, mas é real. O resultado não poderia ser diferente do brilhantismo.

Não se limitando a isso, Michael ainda dá um show na criação e estruturação dos seus personagens. Dentre esses, destaco Malcolm e Grant. O primeiro é um matemático especialista na teoria do caos. Extremamente inteligente e aplicado na ciência, ele calcula que o parque irá dar errado. Grant, por sua vez, é um paleontólogo muito conhecido. Assim como Malcolm, é muito inteligente. Porém, ao chegar ao parque, ele não fica pessimista como o matemático, mas assombrado. Afinal, sempre sonhou em conhecer os dinossauros.


Jurassic Park, além de ser bom cientificamente falando, ainda vai além: é rico em críticas sociais. A obra aborda temas como a ética nos estudos científicos, a espionagem industrial e a importância de respeitar “as leis da natureza”. Entretanto, apesar de abordar temas importantes, também é passível de críticas, visto que única personagem feminina no enredo, a dr. Ellie, sofre claramente uma objetivação, o que desmerece a sua importância científica dentro da obra.
“Vivemos em um mundo de obviedades terríveis. É óbvio que você vai se comportar assim, é óbvio que vai se importar com aquilo. Ninguém para e pensa nas obviedades. Não é espantoso? Na sociedade da informação, ninguém pensa. Nós esperávamos banir o papel, mas na verdade acabamos banindo o pensamento” (p. 105).
Além do bom enredo, o livro também chama a atenção por sua parte física. A capa é muito bonita e chamativa e as laterais do exemplar são avermelhadas. Não obstante, é possível encontrar uma diagramação maravilhosa, que chama a atenção do leitor. A fonte, por sua vez, não é tão grande; mas, como o espaçamento é confortável, o tamanho da letra não atrapalha a leitura. A revisão da obra também está muito boa, apesar de ser possível encontrar uns dois errinhos no livro. Contudo, nada que tire o brilho da leitura.

Diante dos aspectos apresentados, torna-se impossível não indicar a obra. Se você procura um enredo original, bons personagens e crítica social, certamente essa obra é perfeita para você. 

Outras fotos:








Comentários
33 Comentários

33 comentários:

  1. Você acredita se eu te falar que não sabia que tinha o livro ? Nossa, eu gosto bastante do filme, já assisti mais de uma vez. Imagino que eu iria adorar o livro, porque claro, tem muito mais detalhes.
    Obrigada por essa atualização, que eu não sabia kkkkk
    Abraços !

    ResponderExcluir
  2. Oi Marcos, tudo bem?
    Eu acho que já vi o filme algumas vezes na sessão da tarde, mas nunca dei muita bola sabe?
    Mas tenho vontade de ler o livro. Acredito que seja uma experiência bem bacana e diferente. E acho que vou gostar muito mais, do que assistir o filme :P
    E quanto a apenas uma mulher no enredo, infelizmente isso é bem comum :( E triste
    Beijooos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Marcos, tudo bem?
    Que sorte a minha, não acredito!!! Acabei de comprar esse livro e não sabia que a diagramação dele era tão linda e muito menos que ele supera os filmes. Ah, sou suspeita para falar, pois também adorooooo o filme O Parque dos Dinossauros, e por isso corri para os cinemas no ano passado e assisti Jurassic World: O Mundo dos Dinossauros. Você me deixou muito empolgada, não vejo a hora do meu livro chegar. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Eu já vi os filmes, lembro de gostar bastante, no entanto, não sabia que tinha livro!
    Fiquei com vontade de ler, possivelmente, acrescentarei a minha lista! Achei toda a parte física linda!
    Como sempre, ótima resenha!

    ResponderExcluir
  5. Oi Marcos!

    Claro que, por sua culpa, eu comprei este livro! kkkkkk Amei a edição e depois de ler sua resenha, fiquei me martirizando por ainda não tê-lo. Fiz doideira, eu sei, ainda ais sabendo que não vou lê-lo tão cedo, mas dá para não amar? O livro é lindo demais!

    Ótima resenha como sempre! rsrsrs

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  6. Gostei demais do filme e certamente lerei essa edição da Aleph em breve, já que todo mundo está falando tão bem dela. Abraços e boa resenha!

    http://desbravandolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oii Marcos, tudo bem?
    AMO os filmes mas ainda não li o livro... Essa edição está sensacional *-*
    Sua resenha me fez ficar com mais vontade ainda de ler! kkkk
    Adorei o blog, já estou seguindo :)
    Beijos,
    Isa – Night Phoenix Books

    ResponderExcluir
  8. Ok, Marcos. Eu não sabia que tinha o livro, rs.
    Fiquei com vergonha agora. Sou aquelas que só viu o filme, mas gosta bastante. Não sei se iria encarar um livro assim... acho que prefiro os Dinossauros nas telonas, rs.
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Olá, Marcos.
    Nossa opinião sobre o livro foi muito parecida. Eu também li o livros depois de assistir. Filme esse que é um dos meus favoritos de sempre. Eu já tinha lido o livro a alguns anos atras, mas precisei comprar essa nova edição e reler. Foi a melhor coisa que fiz.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  10. Lindooooooooo!!!!!

    Já tá na fila! Vou ler sim. Claro. Com certeza.

    Bjkssss

    ResponderExcluir
  11. Oi MArcos!
    Ontem fui até a Saraiva e fiquei namorando esse livro, porque ele é lindo mesmo, por dentro e por fora. Mas acabei não comprando porqe estava na dúvida se seria tão incrível quanto o filme. E agora só posso dizer que você me convenceu! No filme já podemos sentir a forte obstinação de Hammond em trazer os dinossauros de volta, imagina ver isso em dados científicos e comprovações teóricas provando que isso é possível, que pode dar certo. Deve ser magnífico! Adorei a resenha e com certeza entrará para minha lista de compras e de leituras!
    Abs!

    ResponderExcluir
  12. Marcos,gosto muito dessa obra e assisti ao filme em 1993,juntamente com meu saudoso pai,assim como você assisti ao filme primeiro já que o livro foi publicado muito tempo depois.Também concordo que o livro é melhor que o filme.Engenharia Genética,porque temático e assim a história flui.Gostei bastante dos quotes separados e também da diagramação do livro.Gosto também das críticas sociais abordadas.A parte física dispensa comentários.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Oie...
    Vendo esse livro rolou até um nostalgia de quando eu e meus primos assistia a esse filme, desde aquela época já era medrosa mais assistia assim mesmo kkk...
    Tenho vontade de ler o livro, mas, acho que não o priorizo no momento.
    Bjão

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  15. Olá Marcos,
    Também tenho o mesmo costume de você: Ler e depois ver. Entretanto, já assisti inúmeras vezes ao filme Jurassic Park e amo de paixão.
    Gostei demais da sua resenha, ela me animou, ainda mais, a ler logo o livro, pois sei que vou gostar, sabe?
    A edição é, de fato, incrível, mas notei, assim como você, que a fonte é pequena.
    Enfim, amei a resenha.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  16. O livro sempre costuma ser melhor que o filme. Pensei que o filme veio primeiro, gostei de saber pois gosto muito dos filmes. Fiquei com vontade de ler. Beijos

    ResponderExcluir
  17. Olá, tudo bem?
    Já assisti "Jurassic Park" por alto, mas não sabia que tinha livro.
    Além do enredo primoroso, a parte física do livro é linda, essa edição é linda.
    Assim que tiver uma oportunidade, precisarei ler esse livro.

    Abraço!
    http://tudoonlinevirtual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  18. Quando vi a capa do livro achei linda mas pensei que era um apenas aqueles livros que são inspirados nos filmes, que bom que não é!

    Abraços.
    aressacaliteraria.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Oi, Marcos
    Comecei a ler finalmente o livro, mas acabei parando por causa dos livros de parceria, pois não quero lê-lo com pressa. Pelo que já li deu para perceber toda essa base científica e o fato do autor querer mostrar que trazer os dinossauros a vida novamente é possível. Já estudei genética, e até penso que não seria totalmente improvável isso...mas né..é ai que entra a ética.
    Adorei sua resenha, e estou ansiosa para terminar minha leitura também.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Apesar de já ter assistido os filmes do Jurassic Park mais de uma vez, não sou uma grande fã, preferi o filme mais novo, Jurassic World. Mesmo assim fiquei bem curiosa quando soube que tinha sido lançado um livro contando essa história. Sua resenha está ótima e fiquei com ainda mais vontade de ler o livro. A diagramação pelo visto está perfeita, o que me faz querer ter o livro na estante.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  21. Marcos!
    Costumo também e prefiro, ler o livro primeiro do que assistir o filme.
    No caso nem li o livro e nem assisti o filme ainda, mas pretendo fazer os dois.
    “Não ganhe o mundo e perca sua alma; sabedoria é melhor que prata e ouro.” (Bob Marley)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista especial de aniversário em abril: com 6 livros 5 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  22. Aquele momento em que você lembra do filme e fica com uma mega vontade de ler o livro

    ResponderExcluir
  23. Eu tenho bastante curiosidade de ler o livro pois o filme não chama muito a minha atenção e gostaria de ver como foi toda essa criação do autor. A capa é realmente linda e a diagramação é impecável, essas páginas avermelhadas dão um toque especial.
    Parabéns pela resenha.
    Beijos,

    http://www.liliterario.com/

    ResponderExcluir
  24. já vi o filme e gosto bastante, não sabia do livro...


    http://naiamelo.blogspot.com.br/ (Ciranda da Bailarina)

    Beijos

    ResponderExcluir
  25. lol esse livro foi escrito quando? Que eu nunca ouvi falar sobre ele?
    Ao contrário de você, quando criança, morria de medo desse filme. Fui perder o trauma depois de velha e aí passei a adorar. Tanto que sempre que passava na TV eu assistia.
    Gostei de saber que tem o livro também, mas eu não sei se o leria. Por conhecer toda a trama acho que seria um pouco, apesar do livro ser bem mais recheado e melhor que o filme, como você apontou. Não é um livro que eu leria, não. Mas se tiver a oportunidade, vou adorar conhecer a obra.

    Sesteto Literário

    ResponderExcluir
  26. Eu amei a resenha.
    Sou louca de paixão por Jurassi Park, assim como você, primeiro assistir o filme, ainda no não tive a oportunidade de desfrutar dessa leitura, já havia ouvido falar do livro, e confesso que estou namorando ele há algum temp, gostei de saber que o livro é bom me incentivou a continuar otimista em relação a essa leitura.
    A ganância faz coisas terríveis com as pessoas, gostei de saber que apesar de ser um fato impossível, o autor consegue nos convencer de que isso é verdade.

    ResponderExcluir
  27. Eu também prefiro ler o livro antes, mas nesse caso fica um pouco difícil, pois o filme foi lançado a muito tempo. Ainda não li o livro, só a resenha que a Pâmela fez para o meu blog e achei sua opinião muito parecida com a dela. E semana passada este livro esta bem barato no submarino, quase comprei, mas como estou com a estante cheia, deixei passar, agora estou arrependida.
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir
    Participe do Sorteio do KIT Jovens de Elite

    ResponderExcluir
  28. Assisti aos dois filmes e quando esse livro foi lançado até fiquei interessada em ler, mas não aquele interesse que te faz correr imediatamente na livraria. Não sabia que no livro tinha informações científicas mais detalhadas sobre a criação dos dinossauros, conheço uma pessoa que vai adorar saber disso já que ela ama esse tipo de coisa.

    ResponderExcluir
  29. Olá...
    Já assisti aos filmes diversas vezes... Já passei até em sala de aula para os meus alunos. Ainda não tive oportunidade de ler o livro, mas entendo quando você coloca que o livro é ainda melhor que o filme; com certeza por conta da riqueza de detalhes... E esses gráficos, tabelas com síntese do DNA e imagens, com certeza deixam o livro realmente fantástico.
    Adorei...
    Abraços

    ResponderExcluir
  30. Este livro já está na minha lista de desejados. Também assisti os filmes na minha infância e gostava muito, desde pequena gosto de "coisas" relacionadas a ciência. Pelo que li na sua resenha o filme foi bem fiel ao livro, então a história em si não me apresentou nada novo, o que me deixou com ainda mais vontade de ler o livro, foi as formas que o autor utilizou para convencer o leitor de que mesmo aquilo sendo impossível, parecesse possível, notei até o sequenciamento genético presente no livro. Gostei muito da resenha, fiquei com ainda mais vontade de conferir o livro.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  31. Olá!

    Confesso que nunca me interessei pelo filme, mas lendo essa resenha mudei um pouquinho meu conceito.
    Esse fundo científico me chamou bastante atenção e se possível vou ler o livro!
    A edição está incrível!

    ResponderExcluir
  32. Resenha ótima, me conquistou. Me deixou com muitaaa vontade de ler o livro.
    O que me surpreendeu, porque não gostei do filme.
    Se bem que assisti na infância e naquela época não prestava muito atenção,mas.... kkk
    vou querer ler esse também,em breve.
    bjs

    ResponderExcluir
  33. É um pouco impossível ler e não assistir o filme primeiro, já que o filme é um sucesso mundial.
    Não sabia que tinha um livro no qual o filme era baseado, gostei muito do filme e fiquei curiosa para ler o livro. Gostei da arte do livro, o gráfico e capa.

    ResponderExcluir

© Desbravador de Mundos - Todos os direitos reservados.
Criado por: Marcos de Sousa.
Layout por Fernanda Goulart.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo