25/04/2017

Lançamento: A Alcova da Morte


“Guanabara Real: A Alcova da Morte” reúne três escritores, três heróis, em um Brasil que nunca existiu.

Novo romance da Avec Editora mistura investigação policial, horror sobrenatural em um universo de steampunk.

Brasil, 1892. Durante a noite de inauguração da estátua do Corcovado, um horrendo crime toma de assalto a alta sociedade carioca. Para resolver o mistério, a agência de detetives formada por uma investigadora particular, um engenheiro positivista afrodescendente e um dândi místico terão que se embrenhar numa perigosa trama de poder e corrupção. E o que parece ser mais um caso, revela-se, aos poucos, um estratagema que põe em risco o futuro de todo um país. Essa é a premissa de “Guanabara Real: A Alcova da Morte”, novo romance lançado pela Avec Editora e escrito por três renomados escritores brasileiros.

Também conhecidos como o Grupo Steampunk de Santa Maria (RS), os autores Nikelen Witter (Territórios Invisíveis, Avec, 2017), A. Z. Cordenonsi (Le Chevalier, Avec, 2015) e Enéias Tavares (Brasiliana Steampunk, LeYa, 2014) juntam-se neste trabalho para criar uma trama de investigação policial de tirar o fôlego, em um Brasil igualmente atraente e perigoso.


Um Rio de Janeiro que nunca existiu!

O processo de escrita de “Guanabara Real” foi dividido igualmente entre os três autores, cada um ficando responsável por sete capítulos.

“Nosso editor [Artur Vecchi], releu três versões do manuscrito, sempre anotando o que não estava bom, fosse no enredo, fosse no estilo. Este foi o maior desafio: harmonizar nossos três estilos diferentes ao narrador uno, em terceira pessoa, de todo o livro”, conta Enéias Tavares.

Ele enfatiza a importância do profissionalismo e amizade entre todos os envolvidos:

“Sempre confiando mais nas opiniões do grupo do que na nossa própria, o que garantiu um trabalho supergostoso, mesmo que muitas vezes cansativo e desafiador.”

Ficção Científica, Romance policial, ou Horror Sobrenatural.

Para a escritora Nikelen, “Guanabara Real” tem muito a contribuir com o gênero, principalmente pela possibilidade de ampliação de público.

“A mistura do steampunk com uma história ao mesmo tempo policial e sobrenatural têm potencial para atrair os aficionados de outros sub-gêneros da literatura fantástica”, explica.

A escritora reforça que o trio priorizou pela narrativa ágil e instigante que “teve como foco capturar aquele leitor que busca diversão e uma leitura que o acompanhe a qualquer lugar”.

“Guanabara Real: A Alcova da Morte” combina três estilos diferentes em um só, na tentativa de trazer novidades aos fãs dos três gêneros já citados, para A. Z. Cordenonsi, a mistura de três gêneros queridos pela ficção popular torna esse romance ainda mais ímpar em relação a seus outros trabalhos.

“Ao misturar a literatura policial, o horror e a ficção científica, queríamos mostrar, antes de tudo, como é plural nosso mundo e como nossas convicções podem modificar o que vemos, sentimos ou observamos. É através do olhar dispare dos três protagonistas que desvendamos o mistério. A falta de qualquer um deles teria efeitos irreversíveis ao desfecho, o que comprova que a história foi corretamente projetada e executada”, detalha Cordenonsi.


Três Autores. Três Heróis

Cada um dos três autores contribuiu com a obra criando um protagonista. Assim, a agência de detetives é formada pela investigadora particular Maria Tereza Floresta, o engenheiro positivista Firmino Boaventura e o dândi místico Remy Rudá.

Será que a agência de detetives Guanabara Real está preparada para toda uma sorte de enigmas tecnológicos e mistérios arcanos da sangrenta Alcova da Morte? Desvende esse mistério em “Guanabara Real: A Alcova da Morte”.

Disponível na loja online da Avec Editora e nas livrarias AmazonSaraiva e Martins Fontes.



Comentários
9 Comentários

9 comentários:

  1. Uma história escrita a três mãos desenvolvendo três estilos diferentes,acredito eu que cada personagem teve característica bem peculiares pois cada autor desenvolveu um deles. Um história interessantíssima que ocorre no Brasil, e com certeza terei vontade de conhecer mais, esperarei resenha.

    ResponderExcluir
  2. Essa mistura de policial e sobrenatural, pode sim, dar uma mistura que valha a pena.
    Mesmo não tendo muita familiaridade com o tema,fiquei bem curiosa para entender uma história tão complexa, escrita por mãos e pensamentos diferentes!!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Me pareceu interessante, três autores acho que deixam uma historia bem mais rica e inteligente criando personagens de diferentes naturezas e pensam diferente ate unindo os enigmas da historia, adoraria ler.
    Até mais!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Marcos.
    Eu já tinha ouvido falar do livro e confesso que desde aquele momento fiquei bastante curiosa e o fato de ter sido escrito por três autores me conquistou também, essa capa é uma das mais belas que já vi e não vejo a hora de ler e conhecer cada personagem.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Gostei da obra, estilo fim

    Beijos!

    EsmaltadasdaPatyDomingues
    que me prende até o

    ResponderExcluir
  6. Marcos!
    Bem curiosa por ler esse livro.
    Vi entrevistas com os autores e cada um escreve sobre um personagem, deve ser muito interessante.
    “Preferi sempre a loucura das paixões à sabedoria da indiferença.” (Anatole France)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
  7. Oi.
    A proposta do livro é muito criativa e diferente. Imagino uma leitura bem inteligente e interessante.
    Dica anotada.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  8. Oi Marcos!
    Gostei mto,pela capa já leria agora, parece ser bacana o enredo, me deixou curiosa!
    Dica anotada!
    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. Oi, Marcos!!
    Adorei a conhecer esse livro escrito por três autores. Goste bastante da resenha e fiquei bem intrigada com a história !!
    Beijoss

    ResponderExcluir

© Desbravador de Mundos - Todos os direitos reservados.
Criado por: Marcos de Sousa.
Layout por Fernanda Goulart.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo