02/02/2017

Resenha: Gigantes Adormecidos

Título: Gigantes Adormecidos
Autor: Sylvain Neuvel
Editora: Suma de Letras
ISBN: 9788556510129
Ano: 2016
Páginas: 328
Compre: Aqui

Sinopse:

Rose passeia de bicicleta pelo bosque perto de casa, quando de repente é engolida por uma cratera no chão. A cena intriga os bombeiros que chegam ao local para resgatá-la: uma menina de onze anos caída na palma de uma gigantesca mão de ferro.
Dezessete anos depois, Rose é ph.D em física e a nova responsável por estudar o artefato que encontrou ainda criança. O objeto permanece um mistério, assim como os painéis que cercavam a câmara onde foi deixado. A datação por carbono desafia todas as convenções da ciência e da antropologia, e qualquer teoria razoável é rapidamente descartada.
Quando outras partes do enorme corpo começam a surgir em diversos lugares do mundo, a dra. Rose Franklin reúne uma equipe para recuperá-las e montar o que parece ser um robô alienígena gigante quase tão antigo quanto a raça humana.
Mas, uma vez montado o quebra-cabeças, ele se transformará em um instrumento para promover a paz ou causar destruição em massa?
Parte ficção científica, parte thriller, Gigantes adormecidos é uma história viciante sobre a disputa pelo controle de um poder capaz de engolir todos nós.

Resenha:

Estou sendo bastante surpreendida em relação a livros neste início de ano; com Gigantes Adormecidos não foi diferente, sendo uma surpresa bastante positiva para mim. Fiquei um pouco receosa de não conseguir pegar um bom ritmo de leitura e outros fatores, porém todos esses medos foram deixados de lados a medida que lia a história. Quer saber o motivo? Confira abaixo.

Fiquei imediatamente intrigada com essa mão gigante que Rose Franklin encontrou quando era pequena e, depois de dezessete anos, o artefato volta a vida dela como se nada tivesse mudado, só que, dessa vez, ela poderá saber o que é e qual a origem desse mecanismo e ainda tentar achar as outras partes desse gigante que tem mais de três mil anos.

O livro é narrado em forma de vários arquivos de conversa e alguns diários relatando o começo do processo de busca por outras partes do gigante e também o enigma de montá-lo e controlá-lo. Estão entre esses arquivos conversas entre um personagem misterioso e vários outros personagens como Rose, Kara Resnik, Ryan Mitchell, Vincent Couture e o secretário de segurança nacional que serão os mais frequentes entre os incessantes interrogatórios.

Tenho que destacar logo que uma das personagens que mais cativou-me no livro, além da Rose, foi a Kara Resnik, 3ª Subtenente, possuidora de um humor negro, audaciosa, corajosa e dona de pavio curto, com ela não tem meias palavras, luta pelo o que quer e é uma mulher extremamente profissional e sabe discernir bem as coisas. Dei boas risadas com as conversas entre ela e o Sr. mistério – eu quem resolvi chamar esse personagem assim para facilitar – a bravura e audácia que ela tem para falar e impor suas vontades é impressionante.


A equipe que ajudará Rose a achar os outros pedaços do corpo do gigante e auxiliá-la em descobrir seus mecanismos, linguagem, funcionamento e seu propósito, claro, tudo supervisionado pelo Sr. mistério que parece ter uma grande rede de informações para conseguir estar a par de quase tudo da operação secreta, conseguindo assim intimidar os envolvidos.

Quando começam a montagem do gigante, é uma das cenas mais impressionantes, pois a Dr. Franklin conta com muita minúcia os detalhes fascinantes do robô, suas estruturas, o material indestrutível que é feito, as formas e simetrias que encontrava para conseguir montá-lo e as dificuldades de não conseguir uma forma de fazê-lo funcionar. Para o governo dos EUA, a operação era uma simples pesquisa para descobrir a finalidade do gigante.
“Só sei que essa empreitada é maior do que eu, minhas inseguranças ou qualquer crise de consciência. Agora reconheço de verdade como sou absolutamente insignificante diante de tudo. Por que isso me dá tanto alívio?”

Os diários e interrogatórios com o personagem misterioso deixam a trama mais envolvente, já que é claro que eu estava louca para saber quem era esse homem que detinha tanto poder e persuasão, não era alguém que jogava para perder e sabia muito bem seus limites; mas nem todos ele conseguia intimidar com frequência, vulgo Resnik e ao longos dos arquivos percebe-se uma pequena mudança nos diálogos entre esses dois.


Até onde vai o limite da ciência? Para Rose era empolgante perceber o que aquele robô poderia representar, de onde poderia vir, quem o projetou, qual era a sua história e finalidade e ao mesmo tempo tinha medo do que o Sr. Mistério poderia fazer se usasse-o como uma arma ou algo pior, não somente ele como também outros com poder parecido. O que no começo parecia fascinante e prazeroso de explorar para uns poderia ser uma oportunidade de barganha para outros. Afinal, esse gigante adormecido seria feito para ser usado como uma arma de destruição ou para promover a paz?

Além de tentar descobrir qual era o destino do gigante, tinham que tentar recuperar as outras partes de seu corpo com muita cautela e sem fazer alarde para não assustar as pessoas e outros países sobre os movimentos suspeitos que a equipe da Dr. Franklin estava fazendo. Todavia, seria impossível ser silencioso e discreto com uma máquina de mais de vinte andares de um prédio; as consequências que antes não apareciam estavam prestes a surgir e as notícias para aguçar a curiosidade das pessoas.
“– Desculpe. De maneira geral, as pessoas têm a tendência de não questionar o que alguém diz que é verdade”.
Tem uns acontecimentos inesperados e inúmeras falhas ao tentar descobrir o funcionamento do robô que trará grandes dores de cabeça e problemas, não só para Rose, como para o Sr. Mistério; medidas imediatas terão que ser tomadas, discussões serão maiores, os interrogatórios mais intensos e o  tempo mais corrido entre os arquivos que data toda essa procedimento.


Quando estava nos últimos capítulos, fiquei com medo do desfecho, pois as descobertas, revelações e reais planos de alguns personagens chegavam a ser angustiantes, perturbadores e até aterradores. Depois de tudo o que já tinha acontecido, não esperava mais nada tão súbito. Os pensamentos e estratégias militares abordadas eram assustadoras por ser tão bem elaboradas e apresentar um sentido absurdo; a ganância e egoísmo eram os pontos principais.

Ultimamente tenho lido livros com finais surpreendentes, mas cada um deixou-me de um jeito diferente; diria que terminei esse livro perplexa e profundamente inquieta, porque o gancho que o autor deixou para o próximo livro é alarmante e deixou-me impotente e desesperada pela continuação, que é óbvio que eu não tenho, mas aparentemente está prevista para esse ano no exterior e espero que a Suma de Letras traga para nós. Um final realmente impressionante; dizer que estou surpresa é pouco para a magnitude desse livro. Uma história brilhante e fascinante que fará o leitor embarcar em uma verdadeira excursão pelos confins da humanidade.

A Suma de Letras escolheu a capa mais bonita entre as duas que pesquisei na internet; essa chama a atenção de qualquer um, é realmente muito singular e apreciável. A tradução do Michel Teixeira, por sua vez, ficou primorosa, a diagramação está caprichada e a revisão ótima.

Se você gosta de histórias com uma mistura de ficção científica e thriller, não pode de forma nenhuma deixar de conferir os segredos e mistérios guardados neste livro que o deixará estarrecido.

Comentários
25 Comentários

25 comentários:

  1. Fiquei apaixonada pela capa e o enredo me deixou bem intrigada e com certeza vou dar uma chance e ler e também adorei a diagramação pela fotos.

    ResponderExcluir
  2. Ficção científica não é muito meu forte, mas devo admitir que a resenha me chamou a atenção demais. Gosto de ler já ficar imaginando e quando a resenha é boa, a gente consegue isso com facilidade.
    Seria também um bom enredo para um filme!!Quem sabe num futuro próximo, né?rs
    A capa é maravilhosa, sem sombra de dúvidas e se puder, lerei com certeza!!
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Oi Thais!

    Mina amiga leu este livro e gostou muito. Me disse que é um livro bem complexo e com uma boa história. Fiquei curiosa para conhecê-lo tbm, ainda mais agora, depois de saber sua opinião.

    ótima resenha como sempre!
    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  4. Oi, Thais!
    Eu amei essa capa, mas sabe ne? Quem vê capa, não vê conteúdo.. Lendo sua resenha, já sei o que esperar da história e creio que vai me agradar.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Promoção Quatro Anos de Minhas Escrituras

    ResponderExcluir
  5. Eu já tinha gostado muito da capa e do título, mas a resenha foi o que bateu o martelo na minha decisão.
    Perfeita!
    Adorei e quero muito ler... não faço a menor ideia de quando, mas lerei.

    Bjksssss

    ResponderExcluir
  6. A capa é linda msm Thais, fiquei bem interessada nesse enredo, já tva na listinha d desejados, espero conseguir ler logo...
    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Oi Thaís!!
    Sempre vi comentários bastante positivos sobre este livro e várias pessoas que estão loucas pelas continuações.
    Adoro ficção científica e ainda mais com um thriller ali no meio...
    Desejo ler em breve e espero gostar bastante!
    (Amo essa capa <3)
    Abraço.

    ResponderExcluir
  8. Oi Thaís...
    Confesso que ainda não tinha ouvido falar desse livro... Como é bom quando não esperamos muita de uma leitura e ela nos surpreende positivamente... A capa chama bastante a atenção e a trama parece ser bastante envolvente. Já quero ler esse livro que mistura ficção e thriller e ver de perto os mistérios que estão por trás de 'Gigantes Adormecidos'.
    Beijinhos...

    ResponderExcluir
  9. Oi Thais!
    Como é linda a capa desse livro!
    Acho a premissa promissora, mas também acho que tem potencial para ser desastrosa. Pelo jeito não foi o caso. O questionamento "Até onde vai o limite da ciência?" deve render reflexões excelentes.
    Não sabia que havia uma continuação. Acho que vou aguardar saber se o segundo livro será tão bom quanto esse primeiro para decidir se leio.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Capa e sinopse não me interessaram tanto, mas a resenha mudou isso kkk
    Encontrar e montar um gigante já é uma aventura e tanto, ainda mais sem saber nd de onde ele veio e como funciona. Achei essa busca pelas partes muito interessante e quero saber qual será o uso desse gigante

    ResponderExcluir
  11. Thaís!
    Adoro livro de ficção e poder ver que após tantos anos da Dra. Frannklin consegue começar a desvendar o mistério que aconteceu em seu passado e vai tentar montar o robô com as partes que vão sendo encontradas, me alegra muito.
    “Um saber múltiplo não ensina a sabedoria.” (Heráclito)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de FEVEREIRO, livros + KIT DE MATERIAL ESCOLAR e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  12. Oi, Thais!!
    Adorei a resenha!! Fiquei muito animada quando li sua resenha!! A premissa é fantástica!! A capa é maravilhosa!! Sem dúvida quero muito ler esse livro maravilhoso!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  13. Fiquei super curiosa para descobrir qual segredo é esse, o que será revelado quando o gigante for montado. Pela sua resenha pude ver que é uma história muito bem escrita, sem pontas soltas e que prende o leitor. A capa é realmente bonita, não sei qual era a obra opção, mas esse é linda mesmo. Ótima resenha e dica.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  14. Que livro legal =)
    “De maneira geral, as pessoas têm a tendência de não questionar o que alguém diz que é verdade.”
    Quantas curiosidades gigantes ficam adormecidas nas pessoas por comodismo ou por tantos outros fatores, não é mesmo? Eu já fiquei bem curiosa para ler esse livro (é a palavra-chave, parece rs) e descobrir os mistérios e segredos dessa ficção singular.

    ResponderExcluir
  15. Lendo sua resenha vejo que esta é uma história interessante, mas não sei se seria um livro que eu conseguiria ler nesse momento, mesmo sendo um thriller. Estou cheia de ressaca literária e fiquei com a impressão de que ele não é um livro tão fácil assim de ler, chegando até a ser um pouco confuso pra mim. Quem sabe um dia eu tenha uma oportunidade e acabe gostando da história.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  16. Achei a resenha muito legal e interessante, gosto muito de ficção cientifica e gostei muito desse livro, fiquei bem curiosa em saber qual será o segredo revelado quando o gigante for montado. Gostei muito da capa, achei linda. Adorei a dica :)
    Abraço!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    2. Oi,Maria Vitoria! Tudo bem?
      Que bom que você gostou da resenha e fico muito feliz! Obrigada pelo comentário e espero que volte sempre <3

      Beijos

      Excluir
  17. Olá, Thaís.
    Eu fiquei com muita vontade de ler esse livro logo que lançou. Mas depois descobri que era trilogia e a vontade passou um pouco porque vai saber quando vai lançar todos e odeio ficar esperando hehe. mas é um livro que me interessa e gostei de ler sua resenha. Fiquei aqui imaginando como eles vão fazer para esconder isso dos outros hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  18. Eita que eu adoro ficção científica mas na verdade triller não fazem o meu gênero preferido. Embora eu não posso negar que o livro tenha aquele mistério que deixa o leitor querendo saber muito mais, eu nem lembrava que esse livro tinha sido lançado e posso dizer que não lembraria de não fosse a sua resenha pra jogar um luz sobre ele. Vou dar mais uma olhada nas críticas ao decido se irei lê-lo.

    ResponderExcluir
  19. Quero muito ler esse livro, primeiro que a capa é linda e isso por si só já me deixa com mais vontade e segundo que a história é bem original, não me lembro de ter lido ou já visto algum livro com esse enredo, fiquei super curiosa para saber o que esse robô está fazendo na Terra e qual o seu objetivo e a história parece ser ótima.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  20. Thaís,não sou a maior fã de livros de ficção científica,mas até gosto de thriller,então esse livro me chamou a atenção,ainda mais pela capa deslumbrante,concordo com você,muito boa!
    Até hoje só li um livro em que os diálogos,o enredo,eram em forma de arquivos de conversa e/ou diário,e apesar de demorar um pouquinho p/ me acostumar,consegui acompanhar de boa e achar interessante então creio que não teria problema com isso. De todos os personagens,a que mais me chamou a atenção foi a Subtenente,adoro personagens mais porretas kkk,sinceras e duronas,pois eles fazem todo o diferencial na história! Por coincidência estou lendo um livro onde a protagonista também é assim,e ando dando muitaaa risada com ela...por isso que gosto desse tipo de personagem!
    Olha,confesso que o enredo em si,onde várias pessoas se juntam p/ tentar montar o gigante e tentar desvendar se ele é “para o bem ou para o mal” não me atrai á primeira vista,mas pela sua resenha,tudo é conduzido de forma brilhante e instigante,além de ter um final daqueles do tipo “NECESSITO PARA ONTEM O PRÓXIMO LIVRO”...Ahh,livros que nos surpreendem são outro nível! Gostei muito da resenha,fiquei curiosa agora,mesmo torcendo o nariz p/ o enredo no começo.
    Bjuss

    ResponderExcluir
  21. Essa história me despertou interesse, mas acho que é melhor esperar pra ver se esse outro sai. Pelo jeito o livro prende desde o começo pelo mistério do robô. Deve deixar a gente curioso durante toda a leitura pra saber qual a finalidade dele e muito envolvido com a história. E pelo jeito o final ao invés de dar respostas acaba é deixando o leitor mais desesperado! É muito bom quando a história consegue surpreender no final, acho que toda a jornada até chegar lá vale a pena quando é assim. Se puder vou tentar ler com certeza. É um livro muito criativo e com uma história muito boa.

    ResponderExcluir
  22. Olá, além de conter uma diagramação maravilhosa a história do livro junta vários elementos da ciência, garantindo uma trama super interessante. Beijos.

    ResponderExcluir
  23. Olá Thaís.
    Eu já tinha visto essa capa e ela chama bastante atenção realmente!
    Mas acredito que não seja o momento de incluir esse livro na lista de leituras pois estou com uma ressaca de ficção causada pelo "Problema dos três corpos".
    Sua resenha está muito boa.
    Beijinhos ;*

    ResponderExcluir

© Desbravador de Mundos - Todos os direitos reservados.
Criado por: Marcos de Sousa.
Layout por Fernanda Goulart.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo