21/03/2016

Resenha: Outros Cantos

Título: Outros Cantos
Autora: Maria Valéria Rezende
Editora: Alfaguara
ISBN: 
9788556520012
Ano: 
2016
Páginas: 
152
Compre: Aqui

Sinopse:

Numa travessia de ônibus pela noite, Maria, uma mulher que dedicou a vida à educação de base, entrelaça passado e presente para recompor uma longa jornada que nem mesmo a distância do tempo pode romper. Em uma escrita fluida, conhecemos personagens cativantes de diversos lugares do mundo e memórias que desfiam uma série de impossíveis amores, dos quais Maria guarda lembranças escondidas numa “caixinha dos patuás posta em sossego lá no fundo do baú”. 
Com sutileza e domínio da narrativa, Maria Valéria Rezende vai compondo um retrato emocionante dessa mulher determinada, que sacrifica a própria vida em troca de algo maior. Outros cantos é um romance magistral, sobre as viagens movidas a sonhos.

Resenha:

Se há algo que eu admiro na literatura é quando o autor foge do lugar comum, escapa do conformismo de fazer mais do mesmo para vender e engata numa criação artística legítima que encanta. Em Outros Cantos, encontrei parte disso, o que me agradou bastante. Por outro lado, certos pontos não me entusiasmaram tanto. Quer conhecer mais sobre a obra e entender o que me encantou e o que não me agradou? Explico detalhe a detalhe logo abaixo.

Na obra, acompanhamos nossa protagonista em uma viagem de ônibus, no presente. Ela está a caminho de Olho D’Água, um local do sertão nordestino. Contudo, o foco da narrativa não é a viagem propriamente dita, mas os devaneios da autora-protagonista durante esse longo percurso até o seu destino.


Alternando entre o presente o passado, a protagonista vai lembrando, pouco a pouco, a sua primeira visita a Olho D’Água. Era uma época marcada pela ditadura civil-militar brasileira, onde as dificuldades eram constantes em praticamente todos os setores. Ao ir ao Sertão nordestino como professora, propunha-se a alfabetizar pessoas com pouco ou nenhum acesso à educação. Contudo, muito mais do que isso acontece; há uma troca bela entre educando e educador, entre forasteira e moradores, que dá certo encantamento ao livro.
“Obedeci, como vinha fazendo sem nunca me arrepender, logo aprendendo que ali só alguma humildade me podia salvar” (p. 54).
Partindo dessa premissa, que se mistura com sua autobiografia, Maria Valéria Rezende cria uma obra bela, bem escrita e com uma narrativa forte. As experiências trocadas, o cotidiano nordestino, o clima político, tudo é tratado de uma maneira altamente subjetiva e poética que prende o leitor a cada página. É possível ler uma boa obra ao mesmo tempo em que se conhece um pouco mais sobre o Brasil.

Aliás, esse é o grande trunfo do livro: permitir ter uma nova visão de um lugar que é esquecido por quase todos. O nordestino sempre foi abandonado e desvalorizado. Com a obra, vemos que tudo isso se baseia em mero preconceito mesquinho. Consegue-se enxergar a beleza da cultura local, da sabedoria popular e a poesia que só o cotidiano possui.


Por outro lado, essa mesma narrativa poética, quando é somada ao enredo altamente linear, torna toda a leitura muito vagarosa. Em certos pontos, aparenta que lemos páginas e páginas sem nada acontecer de realmente importante para a trama. Porém, isso é um mal menor dentro da beleza narrativa que é intrínseca ao livro.
Agora o tempo é outro, repito também eu, lá dentro, a alegria do homem que volta enfim à sua terra-mãe contaminando a minha nostalgia e revivando as esperanças que embarcaram nesse ônibus. Sim, agora o tempo é outro, cheio de novos riscos, é certo, mas talvez bem mais propício à vida” (pp. 101 – 102).
Apesar de ser uma obra bela e que desnuda um pouco mais uma parte brasileira que é muitas vezes esquecida pela literatura, Outros Cantos não é totalmente original. Afinal, esse não será o primeiro e nem o último livro que mistura memórias e ficção, principalmente no período militar. Se não fosse a escrita diferenciada da autora e sua história de vida interessante, talvez a obra acabasse caindo no mais do mesmo.

Quanto à parte física, não tenho o que reclamar. A Alfaguara, selo do grupo Companhia das Letras, mostrou mais uma vez a qualidade que já lhe é padrão. Temos uma capa bonita e que carrega o tom intimista da obra. A diagramação é simples, mas bem confortável e que torna a leitura agradável. Ademais, temos uma revisão muito bem feita.


Analisando todos os aspectos apresentados, Outros Cantos é uma obra indicada por sua beleza e por mostrar a realidade de um povo que é muitas vezes esquecido. Contudo, não é uma obra que ganhará todos os leitores por causa da sua trama linear e desenrolar mais lento. Se esses dois últimos pontos não te desanimam, leia a obra; ela certamente te proporcionará uma boa experiência.



Comentários
28 Comentários

28 comentários:

  1. Olá, Marcos.
    Eu, particularmente, gosto de livros que são um pouco autobiográficos, apesar de na maioria das vezes ser um pouco doloroso saber que todo aquele sofrimento do livro não é só ficção.
    Esse livro me pareceu interessante por dois motivos. Primeiro: nos permitir conhecer um pouco mais sobre os nordestinos e segundo: a narrativa poética. Talvez não seja um problema para mim a lentidão da narrativa.
    Excelente resenha. Você foi bastante transparente e sincero, como sempre é.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Adoro livros que se passam na época da Ditadura Militar, sendo autobiográfico então... melhor ainda!
    Amei a resenha, como sempre!
    Sendo da Alfaguara, já é garantia de material de boa qualidade.
    Amei


    Bjks

    Lelê

    ResponderExcluir
  3. Primeiramente, você escreve muito bem. Que resenha bem construída!
    Eu achei a capa lindíssima, e por se passar no Brasil me animou ainda mais de ler. Tudo é tão americanizado...
    Parabéns pela resenha.
    Beijos.

    http://curaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Olá, Marcos, tudo bem?

    Confesso que a premissa não me chamou tanto atenção, e muito dificilmente um livro com essa temática me chamar atenção, não estou dizendo que livro seja ruim, longe disso, mas e algo que não consegue me prender, mas fico feliz que você tenha apreciado a leitura, eu mesma adoro livros que envolve ficção e quando alterna entra passado e presente, pois assim podemos ter uma visão ampla da estória, adorei a resenha.

    Beijinhos


    Te espero lá http://resenhaatual.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oie Marcos, tudo bem!?

    De início, não é um livro que me chama a atenção, pois não é muito o meu gênero e tipo de leitura que costumo ler. Porém, adorei sua resenha e pude conhecer, através dela, a obra a fundo. Achei bem interessante! O clima nordestino, a cultura nacional e este cenário tão incomum e comum ao mesmo tempo se misturam numa narrativa que parece cativar o leitor.
    Uma ótima dica de leitura para quem busca algo diferente dos clichês de hoje em dia na literatura. Aposto que meus pais vão gostar! Então já anotei a dica!

    Beijos!
    http://livrosontemhojeesempre.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Gostei do tempo que se passa, e o fato de falar sobre uma parte do Brasil que não tem muita importância. Mas infelizmente o fato de ser uma trama linear, não me agradou.
    Parabéns pela escrita, beijos.

    ResponderExcluir
  7. Oi Marcos!
    Ultimamente tenho curtido mais livros que me ensinem algo, e se esse algo for o nosso país melhor ainda. Não sei se esse livro é muito conhecido, nunca ouvi falar dele, mas parece ser uma grande obra. Livros que alternam passado e presente devem ser muito bem escritos, caso contrário, vira uma bola de neve. Hehehe

    Ótima resenha! Bjs

    enquantoleitora.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Parece ser bastante interessante, no entanto, fiquei um pouco dividida, pois fiquei curiosas em parte, mas em parte não, então por enquanto deixarei a dica guardada, mas quem sabe eu venha a resgata-la!
    Enfim, mais uma ótima resenha!

    ResponderExcluir
  9. Oie...
    Estou encantada com tudo que você relatou!
    Fiquei curiosíssima para conhecer essa capacidade criativa da autora e também para conhecer essa protagonista.
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oi Marcos!!
    Até estava curtindo a premissa, mas desanimei um pouco quando vi que a trama da personagem é praticamente a biografia da autora... Mas o livro tem algo que gosto que é essa alternância entre o presente e o passado.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  11. Bom o livro parece ótimo , adorei a resenha =)
    Bjs
    Aquarela Pink

    ResponderExcluir
  12. Olá, Marcos.
    Acho que não leria esse livro. Quando você falou que a história é mais os devaneios da protagonista, já vi que não vou gostar. E ainda mais se a leitura é vagarosa. Mas para quem gosta acho que é uma boa pedida para conhecer mais sobre essa parte do nosso país.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  13. Oi Marcos, tudo bem?
    Eu e meu marido estávamos conversando sobre isso no final de semana. Sobre o que era realmente importante nesse mundo literário: vender muito ou fazer a diferença.
    Como você já me conhece há bastante tempo, imagino que já saiba a minha resposta :3 Até quero fazer uma postagem sobre no blog ;) Aliás, uma coisa não necessariamente anula a outra , mas o que a gente mais vê é um ou outro :P
    Bem, mas vamos a resenha.
    Gostei do tema abordado e tudo mais, mas acho que não é um livro que eu leria. Eu sou muito afobada e gosto de tudo meio rápido. É raro uma narrativa mais lenta me encantar :P Acontece, mas é difícil.
    Então confesso que não leria no momento, mas quem sabe se um dia tiver a oportunidade, eu leia.
    Beijos
    http://profissao-escritor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Não conhecia o livro, mas pelo que li na postagem não é um livro que me prenderia.

    http://www.biigthais.com/

    Beijoos ;*

    ResponderExcluir
  15. Marcos!
    Muito bom ver que uma autora ousou falar sobre uma das cidades do nosso sertão nordestino, adoro quando vejo livros assim....
    “Saber de cor não é saber: é conservar aquilo que se deu a guardar à memória.” (Michel de Montaigne)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de março com 4 livros 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  16. Leio pouco livros de trama mais lenta, pois demoro muito a lê-los. E leio mais de um livro por vez, então acaba que os de enredo mais lento são um pouco deixados de lado e só termino de ler depois de meses. Por mais que a história seja interessante, eu não acho que leria esse livro.

    Abraços :)

    ResponderExcluir
  17. Olá....
    Super interessante esse livro... Acho bacana quando algum autor é capaz de tratar da nossa realidade e sair um pouco daquelas questões clichês de livros. Com certeza vou lê-lo mais pra frente.
    Abraços

    ResponderExcluir
  18. Oi :D
    Parece ser um livro interessante mesmo.
    Achei a capa simples e bela!
    Bj


    @saymybook
    saymybook.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Oi Marcos!

    Não conhecia o livro, por isso fiquei curiosa com sua resenha. Concordo que o nordestino não tem muito espaço na literatura, são poucos os livros que falam sobre o estado. Gostei muito de conhecer um pouco mais sobre essa parte do Brasil tão esquecida. Vou adicioná-lo na minha lista de desejados, quem sabe um dia neh? rsrsrsrs

    Parabéns pela resenha! Ha! Adorei a capa, ficou linda!

    Bjo bjo^^

    ResponderExcluir
  20. Apesar de suas boas indicações e de ter sentido que a personagem parece ser decidida, o fato de rolar muitos devaneios da mesma e ter o desenvolvimento lento me deixaram com o pé atrás. Acabo ficando entediada e arrasto a leitura, o que me deixa chateada!
    Mas adorei a sua resenha e a sua forma descomplicada de escrever!
    É a minha primeira visita e me deparar com essa resenha bacana foi uma alegria!

    Beijos!
    Fabi Carvalhais
    Pausa Para Pitacos | Participe do TOP COMENTARISTA | Promoção PQ SIM!

    ResponderExcluir
  21. Oi, Marcos
    Realmente os nordestinos são de alguma forma esquecidos e até criticados. Adoraria conhecer um pouco mais sobre eles e o nordeste através desse livro. A única coisa que talvez me desagradaria é os trechos lentos, mas só lendo para saber. Gostei muito da obra e futuramente gostaria de ler.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    A premissa do livro chama a atenção, por mostrar o cotidiano nordestino e pela narrativa poética. Mas confesso que desanimei de ler ao saber do desenrolar lento da história. Dessa vez vou passar a dica.
    Ótima resenha!
    Beijos.

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir
  23. Gostei da resenha, o livro até chamou minha atenção porém uma história linear e desenrolar mais lento me desanimam bastante. A capa é realmente linda e a premissa do livro é interessante mas por esses fatores não pretendo ler mas quem sabe um dia eu consiga?

    Beijos,

    http://www.liliterario.com/

    ResponderExcluir
  24. Parece um livro bem interessante e gostei por mostrar um lado nordestino que raramente acompanho em livros. Não são muitos que li e que falam desse lugar, a menos que seja um livro bem antigo. A trama parece legal, mesmo que não seja exatamente o tipo de livro que gosto de ler, acho que iria curtir. Parece ser bem escrito e valer a pena.

    ResponderExcluir
  25. Não conhecia essa autora e apesar de ter achado interessante, esse tipo de narrativa não consegue prender minha atenção.

    ResponderExcluir
  26. Não conhecia o livro e a autora, mas é muito válido que ela pense que apenas escrever uma obra diferente e não pense somente em lucrar com ela. Gostei da premissa, da época em que a obra ocorre e também do povo nordestino ser muito bem retratado. Gostei também da obra ser a história de vida da autora. O livro parece ótimo, mesmo possuindo uma leitura mais lenta. Gostei da resenha e da dica.
    Abraço!

    ResponderExcluir
  27. Não conhecia a autora, e não é um livro que leria por falar um pouco de diferentes personagens, o que me entedia numa história.

    ResponderExcluir

© Desbravador de Mundos - Todos os direitos reservados.
Criado por: Marcos de Sousa.
Layout por Fernanda Goulart.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo