26/05/16

Resenha: Darth Vader e Filho

Título: Darth Vader e Filho
Autor: Jeffrey Brown
ISBN: 9788576572602
Editora: Aleph
Ano: 2015
Páginas: 64
Compre: Aqui

Sinopse:

Em uma releitura divertida e encantadora, Darth Vader é um pai como qualquer outro, exceto pelo fato de ser o Senhor Sombrio dos Sith. Com ilustrações de Jeffrey Brown, o livro apresenta as alegrias da paternidade por meio da lente de uma galáxia muito, muito distante.

Resenha:

Quem pensou que a “fofura” no universo Star Wars tinha acabado em A Princesinha de Vader está muito enganado. Como deve ser de conhecimento da maioria, Vader também é pai de Luke Skywalker – descoberta que gerou uma das frases mais famosas do cinema e da cultura pop –. Desta forma, Jeffrey Brown não pode deixar de imaginar como seria a criação deste pelo pai e com essa premissa criar outro livro excelente.


Resenha: A Princesinha de Vader

Título: A Princesinha de Vader
Autor: Jeffrey Brown
ISBN: 9788576572596
Editora: Aleph
Ano: 2015
Páginas: 64
Compre: Aqui

Sinopse:

Nesta irresistível e engraçada obra, da mesma coleção de Darth Vader e Filho, Vader, Senhor Sombrio dos Sith e líder do Império Galáctico, enfrenta os dramas, alegrias e mudanças de humor de sua filha Leia e acompanha a transformação de uma doce menina em uma adolescente rebelde.

Resenha:

Darth Vader não teve a chance de criar seus filhos, Leia Organa e Luke Skywalker, mas imagine se isso tivesse acontecido. Será que ele seria um pai muito diferente do comum ou não? Será que ele teria tempo para se preocupar com as crises rebeldes da filha enquanto tentava dominar a galáxia? Será que ele teria tempo de levar as crianças para tomar um sorvete? Nunca pensou nisso? Jeffrey Brown pensou e criou, a partir disso, uma obra divertida e muito bonita.

25/05/16

Resenha: Diário de Busca

Título: Diário de Busca
Autor: W-Souza
Editora: Chiado Editora
ISBN: 9789895141067
Ano: 2015
Páginas: 342
Compre: Aqui

Sinopse:

O incansável explorador dá de ombros e não se deixa abater, tentando demonstrar maturidade e controle. Eval tinha razão, muito ainda estava por vir, aquilo era só o começo.
Aprendeu com sua mãe a ser persistente, a lutar pelo que acredita, e pensou: É como dizia um velho amigo - Para o obstinado, o tropeço é apenas um empurrão para seguir em frente.
Agradeceu, despediu-se, pegou a mochila, e virando a aba do boné para trás, gesto que fazia quando estava indignado, partiu, sorrindo apenas para a secretária.
Jamais desistiria, não era o perfil dos Di Carlli. Dali foi direto para a biblioteca preparar o material para uma próxima possível expedição.

Resenha:

Em Diário de Busca, acompanhamos três gerações de uma mesma família em busca de seus sonhos. O primeiro deles é Leopoldo Di Carlli, um jovem vívido e inteligente. Seu cotidiano era dividido entre a igreja, brincadeiras com os amigos e muitas horas na biblioteca. Porém, sua vida muda completamente quando ele encontra uma obra sobre civilizações antigas. Após a leitura desse livro, ele decide que quer ser arqueólogo. Contudo, essa decisão deixa sua vida muito conturbada, já que sua mãe insiste que ele siga o sacerdócio.

24/05/16

Resenha: Primeiros Contos de Truman Capote

Título: Os Primeiros Contos de Truman Capote
Autor: Truman Capote
Editora: José Olympio
ISBN: 9788503012713
Ano: 2016
Páginas: 160
Compre: Aqui

Sinopse:

Reunião de contos inéditos, descobertos em 2013, na Biblioteca Pública de Nova York. Textos curtos e fortes, que já demonstram o talento para narrar histórias e a capacidade de empatia do autor, que se tornaria um dos mais importantes escritores do século XX com os emblemáticos Bonequinha de luxo e A sangue frio. Se os contos encontrados neste livro pudessem ser lidos como cinema, nos remeteriam aos filmes de Lucrecia Martel: as cenas são cotidianas e quase banais, mas ao entrar nas histórias, a sensação é de uma constante tensão. A atenção ao detalhe pareceria sem importância se não fosse um dos motores para sentirmos uma catástrofe iminente, que pode ser desencadeada a qualquer momento ou até não acontecer. De todo modo, ficamos muito próximos dos personagens e nos identificamos com eles, como se o autor tocasse na vida sem tentar explicá-la.

Resenha:

Capote é um ícone na literatura. Bonequinha de Luxo, uma de suas obras, marcou uma geração inteira. Contudo, ainda assim, nunca tinha lido nada de sua autoria. Quando vi, então, o lançamento da José Olympio, percebi que era a minha oportunidade. Afinal, nada melhor do que acompanhar o autor desde a sua gênese literária, não é mesmo? Confiante nisto, desbravei a obra; o resultado não poderia ser melhor.

23/05/16

Resenha: As Reputações

Título: As Reputações
Autor: Juan Gabriel Vásquez
Editora: Bertrand Brasil
ISBN: 9788528618631
Ano: 
2016
Páginas: 
140
Compre: Aqui

Sinopse:

Javier Mallarino é uma lenda viva, o caricaturista político mais influente do país. Os políticos o temem e o governo lhe presta homenagens. Aos sessenta e cinco anos, depois de quatro décadas de uma carreira brilhante, ele pode dizer que tem o país aos seus pés. Mas tudo isso mudará quando receber a visita inesperada de uma mulher. Após retornar com ela à lembrança de uma noite já remota, Mallarino se verá obrigado a reavaliar toda a sua vida e questionar sua posição neste mundo. No exigente gênero do romance curto, que produziu tantas obras-primas na tradição latino-americana, Vásquez nos presenteia com sua obra mais íntima: uma intensa reflexão sobre a debilidade dos julgamentos públicos e privados, sobre os encontros irreversíveis que alteram para sempre aquilo que acreditamos definitivo em nós mesmos.

Resenha:

Desbravar As Reputações foi um tiro no escuro para mim. Desconhecia o autor por completo, mas resolvi ler a obra por causa do tema abordado, da capa, que me pareceu bem expressiva e representativa, e da opinião de Mario Vargas Llosa. Após terminar a leitura da obra, a certeza é: preciso ler outros títulos de Vásquez.

22/05/16

Desbravando Nós: O silêncio de nossas crianças


A história despertou a menina, a menina que não tinha palavra. O mergulho no extraordinário despertou nela a palavra, a palavra que ainda se fazia criança sem voz. A menina sem palavra é, em Mia Couto, o que nossas crianças parecem, tantas vezes, serem para nós: pessoas sem voz, humanos incompletos, sem direito à palavra que nasce de seus próprios sonhos.

Lançamento: nova edição de Mensageiros da Morte


O meu livro, Mensageiros da Morte, está com uma nova edição na versão e-book (compre aqui). Nova capa, diagramação e também revisão. O melhor: gratuito para usuários do Kindle Unlimited. Confira mais sobre o livro!

© Desbravador de Mundos - Todos os direitos reservados.
Criado por: Marcos de Sousa.
Layout por Fernanda Goulart.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo