28/03/2017

Resenha: Para todos os garotos que já amei


Título: Para todos os garotos que já amei
Autora: Janny Han
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580577266
Ano: 2015
Páginas: 320
Compre: Aqui

Sinopse:
Lara Jean guarda suas cartas de amor em uma caixa azul-petróleo que ganhou da mãe. Não são cartas que ela recebeu de alguém, mas que ela mesma escreveu. Uma para cada garoto que amou — cinco ao todo. São cartas sinceras, sem joguinhos nem fingimentos, repletas de coisas que Lara Jean não diria a ninguém, confissões de seus sentimentos mais profundos. Até que um dia essas cartas secretas são misteriosamente enviadas aos destinatários, e de uma hora para outra a vida amorosa de Lara Jean sai do papel e se transforma em algo que ela não pode mais controlar

Resenha:


Para todos os garotos que já amei foi uma leitura tão agradável e gostosa que li o livro em horas. Jenny Han, que também é uma das autoras de Olho por Olho, conquistou mais uma fã.

27/03/2017

Resenha: Cenas de um casal publicitário ou qualquer outro nas galáxias

Título: Cenas de um casal publicitário ou qualquer outro nas galáxias
Autor: Raul Otuzi
Editora: Alternativa Books
ISBN: 9788568125083
Ano: 2016
Páginas: 160
Compre: Aqui

Sinopse:

O livro retrata o relacionamento conturbado, mas bem-humorado entre Lauro e Lidiane. Ele, redator, 28 anos. Ela, diretora de arte, 25. Namorados desde a faculdade, eles são bem diferentes. Ambiciosa e com personalidade forte, ela sonha em ganhar Cannes, o festival publicitário mais famoso do mundo. Imaturo e preguiçoso, ele não sabe direito o que quer. De família rica, oscila entre a publicidade, a música e a poesia. Quem trabalha ou trabalhou em agência vai rir, chorar e se emocionar. E quem não trabalhou vai encontrar uma história de opostos que se atraem muito além do clichê.

Resenha:

Otozi já havia me surpreendido em Tristes finais para começos infelizes, então eu imaginava que já sabia o que esperar em Cenas de um casal publicitário.  Engano meu; Raul se mostra bem diferente nesse seu romance de estreia, conseguindo prender o leitor de uma forma sem igual.

26/03/2017

Resenha: Androides sonham com ovelhas elétricas?

Livro: Androides sonham com ovelhas elétricas?
Autor: Philip K. Dick
Editora: Aleph
ISBN: 9788576571605
Ano: 2014
Páginas: 272
Tradutor: Ronaldo Bressan


Sinopse:

O livro que deu origem ao filme Blade Runner. Rick Deckard é um caçador de recompensas. Ao contrário da maioria da população que sobreviveu à guerra atômica, não emigrou para as colônias interplanetárias após a devastação da Terra, permanecendo numa San Francisco decadente, coberta pela poeira radioativa que dizimou inúmeras espécies de animais e plantas. Na tentativa de trazer algum alento e sentido à sua existência, Deckard busca melhorar seu padrão de vida até que finalmente consiga substituir sua ovelha de estimação elétrica por um animal verdadeiro; um sonho de consumo que vai além de sua condição financeira. Um novo trabalho parece ser o ponto de virada para Rick - perseguir seis androides fugitivos e aposentá-los. Mas suas convicções podem mudar quando percebe que a linha que separa o real do fabricado não é mais tão nítida como ele acreditava. Em 'Androides Sonham com Ovelhas Elétricas?' Philip K. Dick cria uma atmosfera sombria e perturbadora para contar uma história impressionante, e, claro, abordar questões filosóficas profundas sobre a natureza da vida, da religião, da tecnologia e da própria condição humana.

Resenha:

Androides sonham com ovelhas elétricas? é um livro que eu gostaria de ter lido durante a faculdade, pois geraria excelentes trabalhos. Infelizmente, nenhum dos meus professores mencionou essa obra. Porém, tive a felicidade de conhecê-la através da editora Aleph e só digo uma coisa: você necessita ler este livro.

25/03/2017

Lançamentos: Grupo Pensamento

A primeira pedra – O padre polonês Krzysztof Charamsa, 44 anos, atualmente ativista dos direitos LGBT em Barcelona, ocupou os níveis mais altos da Igreja Católica. Revelar sua homossexualidade em outubro de 2015 foi apenas uma nova e difícil etapa em sua vida. A partir daí, Charamsa passou por muitas provações por assumir-se gay no seio de uma das instituições mais conservadoras do mundo. Neste livro, ele revela como os homossexuais são discriminados, reduzidos à condição de pervertidos, enquanto o clero católico, fortemente homofóbico, é ele próprio composto em grande parte por homossexuais. Esses homens acabam arando um terreno fértil onde germina a erva daninha vergonhosa da pedofilia e outros tipos de abusos. Escrita de forma clara, direta e emocionada, a obra promete estremecer os alicerces éticos de uma das instituições mais poderosas do mundo.

24/03/2017

Resenha: Eu estou pensando em acabar com tudo

Título: Eu estou pensando em acabar com tudo
Autor: Iain Reid
Editora: Fábrica 231
ISBN: 9788568432969
Ano: 2017
Páginas: 224
Compre: Aqui

Sinopse:

No romance de estreia do canadense Iain Reid, Jake conduz o carro em que ele e a namorada, que narra a história, vão à fazenda dos pais do rapaz. Durante a longa viagem por estradas desertas e escuras, a garota, atormentada com a perseguição de um homem misterioso que deixa sempre a mesma mensagem de voz em seu telefone, pensa em encerrar o relacionamento com Jake. Mas talvez seja tarde demais. Reid, que tem dois livros de não ficção elogiados pela crítica e contribui para veículos de prestígio como a revista New Yorker, une, numa narrativa profundamente psicológica, tanto referências de terror clássico, quanto elementos de suspenses menos tradicionais, sustentando a trama para além das limitações inerentes ao gênero. Um thriller denso que esconde, em meio ao medo provocado pela sensação de uma tragédia iminente, alegorias sobre a própria vida ser uma tragédia anunciada.

Resenha:

Após a leitura de Eu estou pensando em acabar com tudo, não consegui formar bem um conceito sobre o livro. Ótimo? Maravilhoso? Genial? Não sei. O que eu posso afirmar, porém, é que ninguém pode acusar o autor de não ser original, pois ele surpreende. Ademais, a obra, psicologicamente falando, é tensa. Se ele é boa? Aí dependerá do leitor. Uma certeza, porém, é inegável: Reid faz uma estreia retumbante no mundo da literatura; ele mexerá com os brios do leitor.

23/03/2017

Resenha: Ninguém vira adulto de verdade

Título: Ninguém vira adulto de verdade
Autora: Sarah Andersen
Editora: Seguinte
ISBN: 9788555340215
Ano: 2016
Páginas: 120
Compre: Aqui

Sinopse:

As tirinhas certeiras de Sarah Andersen, que já contam com mais de 1 milhão de fãs no Facebook, registram lindos fins de semana passados de pernas pro ar na internet, a agonia de andar de mãos dadas com alguém de quem estamos a fim (e se os dedos ficarem suados?!), a longa espera diária para chegar em casa e vestir o pijama, e a eterna dúvida de quando, exatamente, a vida adulta começa. Em outras palavras, este livro é sobre as estranhezas e peculiaridades de ser um jovem adulto na vida moderna. A sinceridade com que Sarah Andersen lida com temas como autoestima, timidez, relacionamentos e a frequência com que lavamos o sutiã torna impossível não se identificar com esses quadrinhos hilários e carismáticos.

Resenha:

Eu já vi muitas das tirinhas da autora no Facebook e sempre achei engraçadas e muitos verdadeiras, então não podia deixar de conferir esse livro que reúne muitas outras tirinhas divertidas sobre como é ser adulto. Quer saber como elas são? Confira abaixo.

22/03/2017

Lançamentos: Aleph

Nós – Um governo totalitário, chamado Estado Único, supostamente pelo bem da sociedade, privou a população dos direitos fundamentais como o livre-arbítrio, a individualidade, a imaginação, a liberdade de expressão e o direito à própria vida. As pessoas não possuem nomes, mas sim números, e o Estado dita os horários de trabalho, de lazer, de refeições e até de sexo. Nesse mundo completamente mecanizado e lógico, conhecemos a história de D-503, um engenheiro que vive pleno e feliz (exatamente como ordena o grandioso Estado Único), mas começa a duvidar das próprias convicções ao conhecer uma misteriosa mulher que comete a ousadia de burlar regras, e que o contamina com a doença chamada imaginação. (Compre aqui)
© Desbravador de Mundos - Todos os direitos reservados.
Criado por: Marcos de Sousa.
Layout por Fernanda Goulart.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo